terça-feira, 31 de maio de 2011

Dieta volumétrica

BLOG
Como sabem, eu conheço a fórmula e propago-A sempre que a oportunidade se apresente, encontrei um artigo que me mostra, o que eu já sei há muito tempo, pois reduzi 30 Kgrs em 4 meses há mais de 8 anos se não soubesse não teria feito. E embora o artigo seja explícito e claro eu vou, mesmo antes de transcrever repetir: Você ingere mais calorias do que queima ENGORADA, ingere menos calorias do que queima e EMAGRECE.  Isto é ciência exata.
"

A dieta

O cálculo é simples e certo: se consumir menos calorias do que gasta, você emagrece. Porém, esse ajuste pode deixá-la com a sensação de estômago vazio. Afinal, vai ser obrigada a reduzir a quantidade de comida que está acostumada a comer no dia a dia. A não ser que você aposte na dieta volumétrica, que recomenda encher o prato ou comer um sanduíche enorme como o da foto acima.Não é a quantidade e sim as calorias contidas nos ingredientes.

A proposta é tentadora e... funciona! Criado pela nutricionista americana Barbara Rolls, professora da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, e autora do livro Dieta Volumétrica - Perca Peso Comendo Mais (recém-lançado no Brasil pela editora BestSeller), esse programa de emagrecimento foi considerado um dos mais eficientes dos últimos tempos. "Na contramão dos regimes radicais, ele reduz a ingestão de calorias sem diminuir o volume dos alimentos, proporcionando perda de peso sem fome ou privação", afirma a nutricionista Mariana Dal Bosco, colaboradora do Departamento de Nutrição da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica (Abeso). Claro que, para  caprichar no prato, você precisa priorizar os alimentos que saciam com poucas calorias.
Como eu sempre recomendo aqui só deixo o alerta, quando vc reduz calorias, na maioria das vezes reduz nutrientes e isso não ajuda em nada, já que, queiram ou não a falta de nutrientes é a principal ou uma das principais causas para a obesidade, se vai fazer uma dieta que corta, e esta corta nutrientes, procure um bom e eficiente MULTIVAMÍNICO, há´dois nos meus blogs.

Mais volume e menos calorias

Frutas, verduras e grãos integrais são o forte da dieta. "Ricos em fibras, eles têm baixa densidade energética - ou seja, enchem o estômago praticamente sem o risco de engordar. Além disso, prolongam a sensação de saciedade," A Sensação de saciedade é produzida por proteínas de Boa procedência, cuidado com a ingestão de fibras o seu organismo precisa água, beba água corretamente" o que também facilita a economia na ingestão de calorias", diz Thais Arthur, nutricionista do grupo de obesidade do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da USP. Não significa que você vai ter de subsistir à base de alface e sementes. Alimentos que carregam água e pouca gordura também são grandes aliados. É o caso do leite desnatado, da sopa, dos cozidos e ensopados (veja uma lista com outros itens no quadro As melhores escolhas). Quanto aos demais alimentos, fique tranquila. Com exceção das comidas gordurosas, tudo tem entrada livre no cardápio. A dieta volumétrica libera até pão, macarrão e um docinho por dia. Duvida? Vá até o cardápio para dar uma espiada.
+ truques da dieta volumétrica
Aumentar o volume da refeição com alimentos ricos em fibras ou água (ou as duas coisas) é estratégico na dieta. Estas são algumas sugestões para você pôr em prática. Depois, é só conferir o resultado na balança.
- Acrescente fruta e aveia no iogurte desnatado.
- Prefira carne de panela no lugar de filé grelhado. Preparados com água, ensopados e refogados têm as calorias reduzidas e enchem mais o estômago.
- Misture legumes picados no arroz integral.
- Diminua a porção de massa e adicione espinafre no molho de tomate.
- Prepare a gelatina com pedaços de fruta fresca.


As melhores escolhas
A dieta volumétrica libera totalmente alguns alimentos. Outros devem ser consumidos em porções moderadas ou reduzidas. Mas, para acertar nas escolhas, primeiro entenda melhor o que é densidade energética…
muito baixa: quando os alimentos fornecem menos de 0,6 caloria por grama. Nessa lista estão a maioria das frutas e dos vegetais, leite desnatado e sopas de legumes (não vale sopa feita com creme de leite). Coma à vontade.
baixa: alimentos que têm entre 0,6 e 1,5 caloria por grama. Fazem parte desse grupo os grãos cozidos, leguminosas (feijões, ervilha, grão-de-bico, soja e lentilha), peixe sem gordura (atum conservado em água), peito de peru light, arroz integral, iogurte 0% gordura, queijo cottage light, batata cozida com casca e combinações como cereais matinais integrais sem açúcar com leite desnatado. Consuma porções relativamente grandes.
…média: itens que contêm entre 1,5 e 4 calorias por grama. Inclui ovo cozido, pão integral light, presunto magro, carne magra (alcatra, contrafilé), mussarela light, molho de salada com pouca gordura, damasco seco, geleia de fruta sem açúcar e sobremesa à base de fruta. Consuma com moderação.
…alta: são aqueles que oferecem entre 4 e 9 calorias por grama - a mais alta densidade energética que um alimento pode oferecer. Esse grupo inclui biscoitos tipo cracker, batata frita, amendoim, bombom, nozes, manteiga, bacon, óleo e comidas gordurosas em geral. Consuma o mínimo possível.

Na mira da ciência
Há vários estudos confirmando a eficácia dos alimentos de baixa densidade energética, geralmente ricos em água e fibras, na perda de peso. "Os cardápios que priorizam esse tipo de alimento estão associados a uma maior sensação de saciedade e um menor consumo de calorias,além de uma melhor qualidade de vida", comenta Mariana Del Bosco. Mais: são fáceis de ser incorporados no dia a dia. Com isso, consolidar o hábito de comer mais alimentos naturais e integrais é só uma questão de tempo, de acordo com um estudo americano feito durante seis anos com 186 mulheres. Já as mulheres com excesso de peso, tendem fazer diferente: consumir mais doces, cereais refinados e frituras - ou seja, alimentos com alta densidade energética e, portanto, com maior poder de engordar. O que você prefere?"

A Fórmula continua a mesma;.....Não vou repetir. srsrsrs BJKS!!!!!
CARDÁPIO, Sugestão

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Kangoo - Sem Rodinhas




Já há algum tempo acompanho este tipo de "patim" ou como lhe desejem chamar, na verdade é um aparelho interessante para quem gosta de correr, ou fazer exercícios de grande impacto para as articulações neutralizando esse problema, já que pode-se correr ou fazer exercícios aeróbicos sem o impacto inconveniente e nada recomendável.

Em São Paulo estas práticas vão para o Segundo ano em Curitiba ainda não fizeram um ano, mas está tendo cada vez um maior número de adeptos e eu sou um deles, segue um vídeo mas já é possível encontrar cursos sobre o uso e manejo do "KANGOO" além e academias com professores já treinados para isso.
-----------------------


quinta-feira, 26 de maio de 2011

Sem Cirurgias

Vamos admitir e dar os créditos a quem os tem, ela teve um resultado FANTÁSTICO. Quando lemos a história, podemos ver que é uma pessoa com um vida financeira estável e bem resolvida, porém isso não faz a menor diferença quando vc decide fazer e o que fazer, eu estava desempregado e não tinha dinheiro nem par um Shake quando decidi usar Herbalife, usei e resolvi. O que é mais importante nesta moça é o seu AMOR próprio, Balelas à parte vc Morre da cirurgia bariátrica se não na mesa de cirurgia em função de tê-la feito o resto é comercial, não há como se nutrir corretamente com 200 ml de estômago e o resto é balela. Há algo que recomendo para alguém que precise perder peso, use sempre um BOM MULTIVITAMÍNICO, não, se for bom ele não engorda. Esta senhora, começou sozinha e acreditem de forma errada, mas logo percebeu isso vejam a história dela.
"Aos 32 anos, com 117 quilos, minha saúde era uma bomba-relógio: tinha índice de massa corporal 44 (obesidade quase mórbida) e risco alto de infarto, de acordo com os médicos. Eu comia muito, principalmente doces – pelo menos três vezes por semana, fazia um brigadeiro com três latas de leite condensado e devorava sozinha, com refrigerante. Meus filhos, hoje com 14 e 15 anos, seguiam meu exemplo e estavam bem acima do peso. Na semana em que faria a cirurgia de redução de estômago, bateu um medo e desisti. No dia em que estava marcada a operação, comecei uma dieta radical. Na primeira semana, só ingeria líquidos, depois passei para o pastoso e, só na terceira semana, para os sólidos. Troquei açúcar por adoçante, pão e arroz brancos por integrais e substituí leite e queijos gordos pelos magros. Em um mês, enxuguei 8 quilos. Mas tinha dias que eu chorava com a falta de doce. Procurei uma nutróloga e comecei uma dieta equilibrada. Mais um mês e eu havia perdido 11 quilos (e 15 centímetros de cintura). Comprei esteira, minitrampolim e simulador de caminhada e comecei a malhar em casa. Em um ano, emagreci 32 quilos no total. Quando percebi que o peso estava estagnado nos 85  uilos, deixei meu emprego para me dedicar 100% a emagrecer. Fui pela primeira vez a um spa, para ganhar motivação e acelerar o processo – meu objetivo é chegar aos 60 quilos. No último ano, fui algumas vezes e sequei mais 21 quilos. Voltei a trabalhar, mas dou um jeito  de ir duas vezes por dia à academia: de manhã com minha filha e à tarde com meu filho – eles emagreceram comigo e estão supersaudáveis. Faço elíptico ou esteira e musculação. Desistir da cirurgia foi a decisão certa. Sou outra pessoa e a única operação que fiz foi uma plástica no abdômen, afinal, perdi 50 centímetros de cintura!
Açúcar sob controle
Aline percebeu que é possível se manter magra sem abrir mão das guloseimas que ama. “Uma vez por mês, me permito comer um doce de verdade, na quantidade que eu quiser”, fala. “Fico feliz e sem culpa, pois não consigo enfiar o pé na jaca como antes.” Nos outros dias, ela mata a vontade com
as versões light de pudins e musses, que prepara com frutas."


Bem eu sempre digo ou açúcar ou nada, mas na pior das hipóteses, açúcar mascavo ou mel, jamais adoçantes. Por outro lado eu nunca deixei de comer doces e hj eu como TODOS OS DIAS....Há mantenho meu peso há mais de 8 anos e meio, não é o que se faz, e sim e sempre o COMO SE FAZ. 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

VINAGRE E PESO


É preciso muito cuidado e eu vou comentar a postagem, antes da mesma.Tenho minhas restrições contra estas coisas: 1º quanto tempo o seu estômago aguenta a ingestão do azedinho:2º quando parar? 3º quando chaga no resultado desejado, pode parar? Não vai retornar, e aí temos o efeito sanfona...Pois é Não há milagres nem disque me disque....A EQUAÇÃO É UMA SÓ e eu vivo repetindo: INGERE MAIS CALORIA QUE QUEIMA ENGORDA, Inverte a equação EMAGRECE. Eu reduzi com muita saúde energia e disposição 30 kgrs em 4 meses, há 8,5 Anos... mantenho até hj sem sacrifício, será que sei como fazer???
A descoberta foi casual. Em uma manhã de novembro, a americana Carol Johnston, PhD em nutrição, professora e pes- quisadora da Universidade do Estado do Arizona, avaliava os resultados de um estudo sobre o efeito do vinagre na redução dos níveis do LDL, o colesterol ruim. “Para minha surpresa, constatei que esse condimento tem poder emagrecedor”, contou em entrevista a BOA FORMA. Ela dividiu 30 voluntários em dois grupos: um deles ingeriu duas colheres de sopa de vinagre, antes do almoço e do jantar, enquanto o outro fez o mesmo com o suco de cranberry, uma frutinha nativa dos Estados Unidos parecida com a cereja. Ao final de 30 dias, nem o vinagre nem o cranberry tiveram qualquer ação sobre o LDL. Em compensação, a turma do vinagre emagreceu, em média, 2 quilos e houve até quem perdesse 5 quilos em um mês. A pesquisa foi feita em 2004 e, desde então, outros trabalhos vêm comprovando que o condimento, de fato, é um bom espanta-gorduras. Um deles foi feito na província japonesa de Aichin com 175 mulheres e homens obesos. Durante 12 semanas, esses voluntários ingeriram duas colheres de sopa de vinagre diluído em água por dia, antes das principais refeições. O resultado? Houve uma melhora significativa em todos os indicadores relacionados à gordura: nível de triglicerídeos (um tipo nocivo de gordura), índice de massa corporal, gordura visceral e circunferência da cintura. Sim, a barriga de todos eles murchou. Mas, além do benefício estético, os participantes da pesquisa deixaram de fazer parte do grupo de risco da síndrome metabólica, associada a infarto e diabetes. E sem a necessidade de grandes renúncias alimentares.
Metabolismo a mil
A nutróloga Tamara Mazaracki, do Rio de Janeiro, é fã declarada do vinagre como aliado da perda de peso. “Ele tem pouquíssimas calorias, ajuda a estabilizar o açúcar no sangue e diminui o apetite”, justifica. A pioneira Carol Johnston também traz na ponta da língua a explicação para a ação emagrecedora do líquido azedinho. “O ácido acético, seu principal componente, influi na termogênese, a energia onsumida na digestão para o transporte e utilização dos nutrientes, acelerando o metabolismo.”
O tempero também é capaz de baixar em até 25% a glicose no sangue mesmo após uma refeição à base de pão e macarrão. Esses e outros alimentos ricos em carboidrato têm índice glicêmico (IG) altíssimo. Significa que são absorvidos rapidamente fazendo o açúcar disparar. E está tudo relacionado: quanto maior o IG, maior a glicemia, maior o pico de insulina e maior a fome – os inimigos da silhueta ninha. Como se fosse pouco, o ácido acético ainda inibe a atividade dos carboidratos e suas enzimas digestivas. “O açúcar e outros carboidratos passam pelo trato digestivo da mesma forma que as fibras, ou seja, sem ser assimilados”, explica Tamara. Resultado: sempre que você temperar a salada com o condimento, a massa do prato principal vai engordar menos.
Tantas boas notícias nem de longe significam sinal verde para consumir baldes de vinagre. Os estudos sugerem como seguro ingerir entre duas e quatro colheres de sopa por dia. Mais do que isso pode irritar o aparelho gastrointestinal. Se você tem o estômago sensível, procure ser ainda mais cuidadosa: use o vinagre como coadjuvante na dieta apenas se o seu médico permitir.
Um tipo para cada prato
O vinagre é feito a partir de frutas ou cereais. O processo de fermentação transforma o açúcar contido nesses alimentos em álcool e, depois, em ácido acético – a substância com poder emagrecedor. Você
pode usar esse condimento em qualquer tipo de salada ou acrescentar uma colher de sopa no preparo do arroz. O chef Guga Caiuby, do restaurante Natural Gourmet, em Alphaville (SP), dá outras sugestões de uso para diferentes tipos de vinagre.
Vinagre balsâmico: extraído da casca da uva, pode ser usado na nalização de carnes vermelhas grelhadas ou ensopadas e sobremesas (light, de preferência).
Vinagre de arroz: é comum na culinária oriental, no preparo do gohan (arroz do sushi), molhos agridoces, sopas e cozidos de carnes e legumes.
Vinagre de vinho tinto: ideal para preparar carnes vermelhas assadas e verduras cozidas (escarola e espinafre).
Vinagre de vinho branco e de framboesa: perfeitos para marinar peixe como badejo e lé de pescada.
Vinagre de maçã: vai bem com sopas frias como gaspacho (sopa espanhola à base de tomate e pepino).
Fonte: Entrevista minha para a Boa Forma 
====================================

De sigam o link e votem OBRIGDO

terça-feira, 24 de maio de 2011

CHÁS - EXAGEROS NUNCA.

Chás naturais podem causar reações adversas e até modificar a ação de outros remédios - Se um produto é natural e não precisa de prescrição médica para ser usado, ele deve ser seguro, fazer bem à saúde e quase não ter efeitos colaterais, certo? Não necessariamente. A medicina alternativa complementa os cuidados com a saúde - cerca de 25% de todos os medicamentos são derivados de árvores, arbustos ou ervas. Mas, se não usados com cautela, os produtos naturais podem causar reações adversas e até modificar a ação de outros remédios.
A arnica, por exemplo, usada como cicatrizante de hematomas, pode causar diminuição do efeito de remédios para pressão alta.
"As pessoas acham que é natural e que pode tomar à vontade. Acham que, se não faz bem, mal não faz. Isso é errado, porque dependendo da dosagem pode virar veneno. Ou seja, não se deve tomar chás ou cápsulas naturais sem orientação", explica o médico João Marcello Branco. Os fitoterápicos são uma classe de substâncias retiradas da natureza classificadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como medicamentos e devem ser tratadas como tal.
"Algumas ervas potencializam o efeito dos medicamentos sintéticos. Outras atrapalham. Além disso, muitas vezes as drogas e os fitoterápicos são metabolizados no mesmo órgão, como o fígado. Isso sobrecarrega seu funcionamento e pode provocar uma hepatite medicamentosa aguda¿, diz Branco.
Os piores suplementos, segundo Nancy Snyderman, otorrinolaringologista especialista em câncer de pescoço e garganta, são os que prometem perda de peso. Muitos dizem acelerar o metabolismo, controlar o apetite e queimar gorduras. Mas são associados a estimulantes como cafeína, que causam efeitos colaterais graves, como estímulo excessivo do sistema nervoso central e aumento da pressão.
A rede municipal tem especialistas em medicina natural. Informações sobre atendimento podem ser obtidas no Disque Rio (1746).
Misturas Perigosas 
Camomila - Usada como calmante e anti-inflamatório, prejudica a ação de remédios para afinar o sangue e bloqueia a absorção de ferro. 
Éfedra - Indicada para tratamento de obesidade e asma, a substância aumenta a pressão arterial e pode estimular excessivamente o sistema nervoso central. 
Ginkgo Biloba - A planta costuma ser usada para melhorar a circulação e até mesmo a memória, mas pode trazer sérios riscos. O produto potencializa o efeito dos medicamentos para afinar o sangue e pode aumentar o risco de convulsões. Ginseng - Usado como estimulante, o ginseng interfere na ação de medicamentos para o coração, para controlar a pressão e para diabete. Além disso, o produto prejudica a ação de antidepressivos e de drogas para afinar o sangue.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Nós, no Mundo

De sigam o link e votem OBRIGDO
O texto é de uma pessoa muito especial, mas que muitas vezes não atenta para detalhes de suma importância, retirei-o do blog, mas não na totalidade, só o da autora conhecida, vou comenta-Lo:

"Passo pelas pessoas e dou BOM DIA,Correto e verdadeiro ofertando um de meus sorrisos! Algumas me respondem com um balançar de cabeça, outras respondem o bom dia secamente, raramente uma sorri de volta e muitas nem respondem.
Cuidado com o que fazemos, como não existe uma mente individual, "Ela" é una, Universal e indivisível, a maioria as pessoas percebe  significado do sorriso do bom dia ou de qualquer outro gesto aparentemente automático e aí está o problema, não deveria ser automático, deveria ter personalidade e individualidade.Ou seja, não pode passar a imagem de que isto está indo para todos da mesma forma, no caso vai, já que conheço bem.
Fico imaginando se a reação seria apenas mal humor matutino ou se elas carregam os problemas da vida tão estampados em seus corpos que as fazem deixar escapar a alegria de viver.Ou, se elas entendem que aquele cumprimento também já, por si só representa uma fuga, e isso é perceptível, por quanto, falso.
Tenho problemas. Muitos. Todos temos nosso inferno particular.Ou Não, acredite é opção, e em princípio entra as 18 e as 9 hrs do dia seguinte, nenhum problema profissional tem solução, e os seus, os particulares também não, na maioria das vezes, aprenda a se livrar deles, dormir o quanto deve, de 6 a 8 hrs. para, no dia seguinte, de "cabeça fria" ter a solução. As chances de um problema se resolver assim são de 75 a 90%, perder o sono por ele, piora tudo. Acredito que muitas pessoas têm o costume de olhar os outros e invejar suas vidas, imaginando-as ausentes de problemas. Mas o fato é que a maneira de encarar os problemas é que faz toda a diferença.( COM TODA A CERTEZA.)
A partir do momento em que você se coloca em posição de vítima da situação, realmente será muito mais difícil sobreviver aos percalços.
Existe um ditado antigo que escutei muitas vezes e acredito que todos já ouviram:  a cruz não é maior do que você pode carregar. E é uma verdade.
A partir do momento em que você toma consciência de que é forte o bastante, de que pode suportar e de que VOCÊ É MAIOR DO QUE SEU PROBLEMA, ele passará a ser apenas uma parte da sua vida a ser administrada e, a partir deste momento, você estará pronto para fazer um plano para eliminá-lo. Enquanto isto não acontecer, por pequeno ou grande que ele seja, poderá continuar vivendo, sendo feliz, sendo você mesmo, pois ele não poderá mais influenciá-lo.( Algo Assim, ara todo o mal sobre a terra há aqui um remédio, procure-o conscientemente, se não o encontrar, não é que o remédio não existe, é o MAL QUE NÃO EXISTE)

Pense nisso. Pense na forma como está lidando com seus problemas, na maneira como está acordando e indo dormir com seus problemas. No tanto que influenciam seus pensamentos."
DURMA BEM - VC PODE.....SUCESSO.

domingo, 22 de maio de 2011

OBRIGADO POR VOTAR

OBRIGADO POR ME AJUDAR A PARTICIPAR,É Só clicar na FOTO e seguir - OBRIGADO...VOTE
De TOPBLOG

sábado, 21 de maio de 2011

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O Bom e Velho Cafezinho.

Dizia uma pesquisa no Bom Dia Brasil de terça feira: Café após almoço pode evitar diabetes nas mulheres.


Bebida tem substância que ajuda a evitar a doença.
Reparem Bem, Nada de exageros. Sem eles tudo é permitido. Então vamos ao texto:

""Você vai ver agora uma novidade sobre um costume europeu que foi incorporado à nossa cultura. Uma pesquisa feita na França mostra que o cafezinho, tomado depois do almoço, pode evitar o diabetes. Mesmo cafezinho com pouco açúcar ajuda a combater o diabetes. O café tem uma substância que ajuda a evitar a doença. A pesquisa teve a participação de uma médica brasileira. 

O café que as quase 70 mil francesas beberam durante a pesquisa não é exatamente o que os brasileiros mais apreciam: é mais fraco, porque é diluído. Mas onze anos de estudos com as mulheres, entre 41 e 72 anos de idade, revelaram que aquelas que tomaram café - uma xícara pequena por dia - tiveram um risco 34% menor de desenvolver diabetes tipo 2. 

Muito já se falou sobre o café - faz bem, faz mal para a saúde. Enfim, são muitas pesquisas pelo mundo todo. Sobre as vantagens do café na prevenção de diabetes, por exemplo, existem pelo menos 17 trabalhos. O que esta pesquisa, realizada na França, traz de novo é mostrar quando o café faz bem. Nesse caso, sempre depois do almoço. 

A pesquisadora da USP de Ribeirão Preto, Daniela Sartorelli, que participou do estudo, percebeu que as mulheres que tomavam café em outros horários não apresentaram o mesmo resultado. Os pesquisadores acreditam que substâncias só encontradas no café filtrado provocam uma reação. 

"Esse café pode estar atuando reduzindo a absorção de ferro da refeição. Como o excesso do estoque de ferro no organismo vem sendo associado ao diabetes, essa pode ser uma possível explicação", aponta Daniela Sartorelli. 

Para quem não vive sem café, uma pesquisa como essa é sempre um convite a mais uma xícara. 

"Eu não faço, mas vou à casa da minha mãe sempre tomar cafezinho", admite a dona de casa Lilian Pavoni. 

As professoras jamais recusam um cafezinho: "Em média, umas três ou quatro xícaras por dia, mas só no trabalho também." 

Mas será que o café é remédio contra a diabete? O professor da USP José Ernesto dos Santos diz que é preciso uma boa dose de cautela. Uma verdade hoje pode ser um mito amanhã. 

"Nós não podemos esquecer que quem toma café com açúcar ingere ao redor de cinco gramas de açúcar a cada café. Isso provavelmente junto com as outras ingestões que ele faz durante o dia podem não ser benéficas", afirma o nutrólogo José Ernesto dos Santos.

O estudo deixa claro que ninguém deve aumentar o consumo de café com o objetivo de evitar a doença porque ainda é preciso saber exatamente como a bebida atua contra a diabetes."

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Comece Bem o dia.


  A minha Indignação cotinua. e Nada a ver com Peso. é EDUCAÇÃO, ou Falta dela.                                                       Termina bem, quando começa

Título e texto de uma reportagem da gazeta de domingo:


Não é a toa que gosto de dar receitas de café da manhã. Esta é sem dúvida alguma minha refeição predileta. Não estou falando em quantidade, mas puramente em qualidade. Meu humor ao longo do dia depende deste ritual lento de acordar o corpo e a mente tendo deliciosas guloseimas como despertador. Com a vantagem incontestável de que há tempo de sobra para queimar as calorias aqui ingeridas, esta deve ser sem dúvida a melhor refeição do dia.Parece que estou delirando num conto de fadas, não é? Concordo, mas pelo menos nos fins de semana eu consigo realizar meus devaneios “gastro-comportamentais” (este termo existe?(Não sei mas "soa gostoso") rsrs!!!). E como hoje é domingo, nada mais inspirador do que abandonar a dieta, tirar o relógio e ir para a cozinha.Compenetrem-Se disto: Dieta é tudo aquilo que comemos no nosso dia a ia, as boas dietas te manteiem no peso as más dietas ou desiquilibradas te engordam ou emagrecem dependendo do caso. E o prato escolhido: waffles. Deliciosas massinhas prensadas que podemos comer com diversas coberturas, tanto doces quanto salgadas.CHOCOLATE rsrsrs AFINAL É DOMINGO rsrsrs E a história vem de longe, nos leva à Grécia antiga onde estão relacionados aos obleios, bolos chatos assados entre duas placas de metal diretamente na brasa. Os primeiros ferros de fazer waffle datam do século 13 na Holanda ou Alemanha. Estes ferros traziam gravados brasões, símbolos religiosos e o padrão de colméia que usamos até hoje. Chegaram aos Estados Unidos pelas mãos dos peregrinos holandeses em torno de 1600. Mas só se tornaram conhecidos no século seguinte, quando Thomas Jefferson trouxe de uma viagem a Paris um ferro de waffles e os fez famosos na Casa Branca. De lá pra cá, os waffles se transformaram num dos principais itens do café da manhã americano, sendo servido principalmente com manteiga e xarope de bordo (maple syrup) em diferentes formatos. Outro país grande apreciador dos waffles é a Bélgica, que adiciona fermento biológico à massa, deixando-os mais grossos, porém com textura mais macia e leve. Na receita americana o fermento biológico é substituído pelo químico, que acelera o processo, resultando num waffle mais fino, porém mais denso. Existe ainda o famoso Waffle Liège, o Waffle Bergische, o Stroopwafels, etc. E como não podem faltar às receitas de sucesso, existem inúmeras criações em cima deste tema, como: waffles de batata assada, waffles de fubá, waffles servidos com caviar, com frango, etc. E acredite se quiser, existe até o “Dia do Waffle”, celebrado em 25 de março na Suécia. Um bom apetite!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Que tal uma receitinha nova...

Eu me propus quando criei este blog, a ajudar e dar dicas para quem quiser sobre o que eu sei FAZER MUITO BEM. REDUZIR E MANTER PESO. Mas quando a Indignação passa dos limites eu tenho que compartilhar, ainda que apenas um pouquinho.
..... E quem sabe se anima e se candidata no próximo concurso, todos podemos.

Aproveitem e testem a receitas campeãs.
Eu sou especialista em perca de peso ou ganho de massa muscular, e acreditem. TUDO PODE, exceto os exageros.....E não pode passar fome e nem fazer dietas restritivas, mas isto também seria um exagero.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Emagreça, Mas por favor sem Imbecilidades


Tenho alguns Amigos e muitas culturas, idéias, ideais, hábitos arraigados, maus hábitos adquiridos etc. etc. etc.
Fazem parte da maioria então eu tenho que admitir que eles são NORMAIS.
Sabem aquela turma que sabe tudo principalmente quando se trata de alimentação, mas engordam mais que balão em mão de criança, que descobriu que assoprando enche e não para de assoprar? É mesma turma que diz: Eu sou gordo porque quero, se eu quiser passo a comer só verdura e fruta e emagreço. Só que ninguém contou para eles que o elefante é um animal herbívoro, logo come sempre e só frutas erva e brotos de plantas, e é o mamífero mais gordo da TERRA, em seguida vêem os inteligentes que gritam, é só trocar a carne pelo peixe e eu perco peso rapidinho, pois é, matam até hj as baleias para lhe tirar a banha para fazer óleo, será que elas comem alguma coisa além de peixe? Tem ainda a turma que é o caso... Vou caminhar bastante aí perco a barriga. Piada, 1º o que se entende por bastante, no mínimo aqui são 20 minutos  que precisam representar pelo menos 2 km. Menos que isso caminhar ou não é exatamente a mesma coisa. A caminhada, para ter interesse como exercício precisa acontecer a uma velocidade nunca inferior a 6 KM/HR senão não tem o menor efeito, é o mesmo que ver vitrines.
Ou seja, digam o que disserem e ou o que quiserem, mas a equação é uma só:
Queimou menos calorias que ingeriu GANHA PESO, inverte o processo perde.
O sujeito que diz que vai perder peso caminhando ou andando de bicicleta, não tem a menor noção do que está dizendo, e mais, vai ganhar peso. O motivo é simples, em principio o (sujeito sabichão) para completar o quadro de BURICES vai fazer esses exercícios em jejum o que o faz voltar com muito mais fome, seria cansativo eu explicar aqui o que acontece em seguida, os que fazem à noite, chegam a casa lá pelas 22h30min perguntando para a mulher se ainda tem “aquela lentilha” e comem feito umas bestas (que são) em seguida sentam no sofá ara ver TV ou vão dormir. Resultado:
Devo ter algum problema, caminho p’ra burro e não consigo emagrecer. É tem um problema sério, MAS é de “INGNORÂNÇA”.
Não inventem moda, façam o que eu fiz, fácil rápido gostoso e divertido, ou:
1)    -Nunca façam exercício em jejum, coloquem no organismo algum carboidrato BM para que este seja metabolizado. (faço toas as manhãs um passeio ciclístico isto era divertido até que comecei a levar a sério, como saía sem me alimentar logo descobri que estava fazendo bobagem, hj, tomo em média 400ml de leite e saio, duas oras e 30 km. Depois volto tomo meu banho e depois o café, que no meu caso por opção e shake.
2)    Os intervalos entre as refeições merecem um lanchinho, ou seja, alimente-se de três em três horas.
3)    Nunca ingira carboidratos depois das 18 hrs.
4)    Tome água corretamente, ou seja: pese-se, por cada 25 kgrs de peso, tome 1 litro de água, e pra saber se está tomando água suficiente durante o dia, o laboratório está consigo a URINA HUMANA NÃO TEM COR, NEM CHERO, se tiver falta água.
5)    É que 1 litro para cada 25 Kgrs de peso varia um pouco de pessoa para pessoa, por isso é bom “fiscalizar”.
E não se esqueça caminhar, ar de bicicleta, passar fome e outras imbecilidades parecidas não emagrecem o que emagrece é QUEIMAR MAIS CALORIAS DO QUE S INGERIDAS>

segunda-feira, 16 de maio de 2011

ASPARTAME. Uma Praga Milionária.

Se existe nos mercados globais um praga ela se chama ASPARTAME.
As notícias do perigo desta substância pouco tempo duram no google, a força do dinheiro as tira de lá, vou deixar aqui Links para páginas delas que terei o cuidado de transcrever para paginas minhas já que estas são mais difíceis de sair de circulação.
A Dupont, dona da patente deste FORMISSIDA autorizado comercialmente, ganha por ano algo em torno de 2 (dois) BILHÔES ( isso mesmo dois bilhões de US$. com a patente desta droga mortífera. Ficou agora mais fácil de entender porque continua no mercado? Pois é, a grosso modo, a formula básica do ASPARTAME é um FORMISSIDA que quno colocado em líquidos acima dos 38 a 40º se transform num RATISSIDA. é isso que os fãs do "adoçante" realmente ingerem.
Pergunta: **Qual é a quantidade de aspartame que posso ingerir diariamente com segurança?
Resposta: Limite diário seguro de ingestão de aspartame: 40 mg por kg de peso. Complementando a resposta gostaria de acrescentar o seguinte: O aspartame perde a doçura quando é submetido a altas temperaturas. Por esse motivo, sugere-se que seja utilizado em alimentos e líquidos após a retirada do fogo. É contra-indicado para portadores de Fenilcetonuria, uma anomalia que é diagnosticada geralmente no nascimento (pelo teste do pezinho). Pela mesma razão, também se desaconselha o uso por mulheres grávidas.
QUANTIDADE DE ASPARTAME
Adoçantes
Refrigerantes diet/light
Sucos em pó
LIQUIDO
1 gota = 5mg
EM PÓ
1 sache = 50 mg
Cada 100 ml = 12 mg
Em 100 ml do suco pronto 28 mg

**PESSOALMENTE SÓ CONHEÇO UMA RESPOSTA CORRETA: NÃO INGERIR EU NUNCA FAÇO OU FAREI US DESSA PORCARIA.
O aspartame é o nome técnico para as marcas NutraSweet, Equal, Spoonful, e igual medida. Foi descoberto por acaso em 1965 quando James Schlatter, um químico d Aspartame contas por mais de 75 por cento das reacções adversas aos aditivos alimentares notificados à FDA. Muitas dessas reações são muito graves, incluindo convulsões e morte.Alguns dos 90 sintomas documentados diferentes listados no relatório como sendo causadas pelo aspartame são: Dores de cabeça / enxaquecas, tonturas, convulsões, náuseas, entorpecimento, espasmos musculares, ganho de peso, erupções cutâneas, depressão, fadiga, irritabilidade, taquicardia, insônia, visão problemas, perda auditiva, palpitações, dificuldades respiratórias, ataques de ansiedade, fala arrastada, perda do paladar, zumbidos, vertigens, perda de memória e dor nas articulações.o GD Searle Company, estava testando uma droga anti-úlcera.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Saúde, exageros, Cuidados

Os jovens estão freqüentando a academia de ginástica cada vez mais cedo. Isso é bom, desde que haja orientação,é fundamental um BOM instrutor, para não se arrepender do exercício feito inicialmente até mesmo sem saber o porque.

Alguns anos atrás, os adolescentes costumavam praticar esportes na rua, na escola e nos clubes. Hoje, cada vez mais, eles se deixam atrair pelas academias que, de olho no filão, oferecem programas específicos para jovens. Os especialistas julgam essa busca positiva, uma vez que é uma contrapartida ao hábito alimentar à base de fast-food e ao sedentário computador com seus jogos.
Porém, pais e jovens devem ficar atentos quanto aos riscos envolvidos. Com o corpo do adolescente ainda em formação, ele fica inseguro com respeito à própria aparência. Muitos acham que o corpo já definiu sua silhueta e ficam desesperados querendo mudar a situação. Para isso, às vezes, recorrem aos exercícios com pesos nas salas de musculação, praticando excessos. A maioria das garotas almeja ter o corpo como o das famosas modelos. Diante disso, é preciso haver orientação adequada e bem criteriosa quanto à forma de se exercitar, especificamente no caso da musculação, visando à harmonia integral e boa postura do corpo.
Ao freqüentar academias, o adolescente deve cuidar para não criar obsessão. Garotos que se tornam obsessivos na prática de musculação acabam se tornando suscetíveis a um transtorno psíquico conhecido como vigorexia (ver quadro). Apesar de musculoso, o rapaz se olha no espelho e acha que está flácido. Isso leva ao ganho exagerado de massa muscular e à tentação dos anabolizantes. O contrário disso – a obsessão de perder peso – não é menos perigoso. Já não são raros os casos de meninas jovens que morrem escravizadas por dietas para perder peso, em que se inclui a utilização de laxantes, diuréticos e o vômito auto-induzido. Elas são as maiores vítimas da obsessão pela magreza.
No caso das garotas que freqüentam academia, gastar mais tempo que o recomendável na esteira, na bicicleta ou mesmo nas aulas de aeróbica (fazendo uma aula atrás da outra) pode ser indício de que a preocupação passou dos limites. Num extremo – e aí já se trata de distúrbios que requerem apoio de terapia –, a fixação pode levar a males como anorexia e bulimia. Não custa lembrar: atividade física é saudável, desde que haja acompanhamento de um instrutor que imponha limites corretos e observe a resposta do jovem durante o exercício. Para isso, o instrutor deve ficar atento aos exageros que podem ser cometidos, como, por exemplo, utilização de excesso de peso, postura incorreta e alteração de comportamento (agressividade, dificuldade nas relações socias).
Uma atividade geradora de polêmica, quanto à sua utilização pelo jovem, é a musculação. Muitos pais proíbem a prática da musculação, por acreditarem que ela impede o desenvolvimento natural do corpo dos filhos. Por isso, é necessário esclarecer quais os efeitos verdadeiros da musculação no corpo adolescente.
Os adolescentes podem e devem levantar pesos, desde que estes sejam adequados à sua estrutura óssea e muscular, visando à otimização do condicionamento físico, sem causar hipertrofia muscular (aumento de volume muscular). Assim, ao contrário do que alguns imaginam, a musculação não paralisa o crescimento ósseo do adolescente, mas promove a formação de cálcio, beneficiando o seu crescimento. A musculação não se destina única e exclusivamente ao trabalho de hipertrofia muscular.
É importante lembrar que a carga de treinamento deve ser administrada de acordo com o desenvolvimento físico de cada adolescente. Um bom planejamento com profissionais atualizados e de confiança, sempre contribui para bons resultados. É muito importante o relacionamento entre professor e aluno. O primeiro precisa conquistar a confiança do segundo, a fim de que suas orientações e limitações impostas sejam acatadas.
Portanto, nunca ultrapasse o treinamento indicado pelo professor. Não sobrecarregue na prática do exercício, para evitar lesões. O condicionamento é conquistado passo a passo e, no momento certo, o instrutor irá orientá-lo a mudar o peso. Não use anabolizantes, mesmo que existam muitas ofertas. Se um profissional lhe oferecer ou recomendar o uso, saiba que esse procedimento é totalmente errado. Não cabe ao instrutor de musculação fazer esse tipo de recomendação. A partir daí, esteja certo de que esse não é um profissional confiável. Essas drogas só podem ser utilizadas quando recomendadas pelo médico, e para tratamento de alguma doença.
Lembre-se: Antes de começar o exercício, é importante que o aluno faça uma visita ao médico, para avaliação, informando sobre os seus objetivos. Depois, devidamente orientado, é só escolher um bom profissional de Educação Física e começar a se exercitar.
Benefícios da musculação para o adolescente
  • Fortalecimento da musculatura.
  • Estímulo à produção de cálcio nos ossos.
  • Modelação do corpo.
  • Aumento de força muscular.
  • Melhora da capacidade motora.
  • Melhora da sociabilização e da auto-estima.
  • Prevenção contra lesões nos esportes.
Pegue leve
Vigorexia, também conhecida como “Síndrome de Adônis”, é um transtorno em que as pessoas se exercitam de forma contínua, beirando o fanatismo ou a ponto de fazer exigências cada vez maiores de seu corpo, não levando em consideração as dores, lesões, nem mesmo contra-indicações médicas. Adolescentes e jovens, em especial, buscam a “perfeição” e, muitas vezes, para se sentirem aceitos, correm todos os riscos. O problema é que o conceito de beleza exposto na mídia causa efeitos colaterais à saúde.
A vaidade pode ser tanto aliada quanto veneno para a auto-estima. Tudo depende de como se lida com ela. Quando ultrapassa o limite do bom senso, o excesso de preocupação com a aparência pode se transformar numa doença psiquiátrica com a qual especialistas começam a se alarmar – a dismorfia corporal. A vigorexia afeta mais o sexo masculino, mas também pode ocorrer em mulheres. É importante levar em consideração que todo comportamento que se transforme em obsessão, se sobrepondo a outras áreas da vida, pode ser considerado patológico.
Perfil do vigoréxico
  1. Tem disciplina para malhar e quer resultados rápidos.
  2. Gasta praticamente todo o tempo livre na academia, está sempre conferindo seu peso e olha-se no espelho com freqüência.
  3. Estabelece metas cada vez mais difíceis e vive se comparando com outros na academia.
  4. Fica deprimido, caso perceba que perdeu peso ou músculos.
  5. Sua dieta é basicamente de carboidratos e proteínas.
  6. Faz uso de suplementos e, muitas vezes, de anabolizantes.
Nenhum tipo de excesso é saudável. Se você se exercita dentro de limites viáveis, ótimo. Observe sempre seu comportamento e, se necessário, procure ajuda médica. Desfrute dos benefícios dos exercícios sem exageros. Tenha paciência, e você vai chegar lá.




PRÓPOLIS - Informação


Mais valiosa que o mel

A própolis verde, também conhecida como própolis brasileira, tem um alto valor agregado. Em 2009, seu preço médio era mais de 20 vezes maior do que o do mel. Quase 92% da produção nacional desse tipo de própolis é exportada para o Japão.





O presente das abelhas própolis

A própolis demonstra cada vez mais aos cientistas um enorme potencial terapêutico, capaz de ajudar no tratamento de diversas doenças. O Brasil é destaque internacional na sua produção

Em tempos de pandemias respiratórias e epidemias sazonais, combatê-las com produtos naturais pode propiciar uma boa recuperação a baixo custo. Dentre os produtos empregados com esse objetivo, a própolis vem se destacando mundialmente, em virtude de seu imenso potencial na prevenção e no tratamento de diversas doenças, desde um simples resfriado até o câncer.
A própolis é uma mistura complexa de aspecto pastoso formada por materiais resinosos e balsâmicos de origem vegetal, a qual é coletada por abelhas e modificada por meio de suas secreções salivares. As abelhas utilizam a própolis no reparo de frestas e danos na colmeia, o que auxilia na manutenção da temperatura interna, além de proteger contra a entrada de insetos e a proliferação de microrganismos. Esse fato serviu de inspiração para a palavra: em grego, propolis significa "em defesa da cidade" ou "em defesa da colmeia".

 Esse produto é usado pelo homem desde 350 a.C. Os gregos aplicavam- no em abscessos e os egípcios o empregavam em mumificação; romanos e incas tratavam ferimentos com ele. Já no século 18, a própolis foi comumente utilizada em vernizes como conservante de madeira, tanto que está presente em violinos produzidos por uma das mais famosas marcas desses instrumentos, a Stradivarius. Mas ela só viria a se tornar realmente popular na década de 1980, quando ganhou importância na medicina complementar. Atualmente são atribuídas à própolis muitas propriedades farmacológicas, como atividade antimicrobiana, antiviral, antitumoral, anti-inflamatória, anestésica, cicatrizante e antioxidante.

Conhecem-se diversos tipos desse produto. Só no Brasil existem 13, incluindo própolis verde, própolis vermelha, própolis marrom, própolis preta, própolis amarela e o geoprópolis. Esses são diferenciados pela cor, pelo odor e pela consistência. As características da própolis estão associadas à planta de origem e à espécie de abelha produtora.
Dentre os tipos existentes, a própolis verde (muitas vezes chamada de própolis brasileira), produzida sobretudo no Sudeste do País, é a mais valorizada internacionalmente. Seu alto valor agregado supera até mesmo o preço do mel: em 2009, o preço médio do quilo de própolis foi de US$ 56,55, enquanto o quilo do mel foi vendido a US$ 2,74. O maior importador da própolis verde é o Japão: apenas em 2009, 91,9% da própolis exportada pelo Brasil foi destinada ao mercado daquele país, ao valor de US$ 4,54 milhões. Em Tóquio, um frasco chega a custar US$ 150, enquanto no Brasil ele é vendido por menos de US$ 3. A supervalorização da própolis verde se explica, principalmente, por sua eficácia na inibição do crescimento de células tumorais devido à presença de substâncias como a artepilina C. Ela é utilizada como marcador químico de mensuração da qualidade da própolis verde.

Esse tesouro verde é proveniente da coleta, pelas abelhas comuns(Apis mellifera), das resinas dos brotos de um arbusto conhecido popularmente como alecrim-docampo ou vassourinha (Baccharis dracunculifolia). O alecrim-do-campo é um arbusto frequente em pastagens abandonadas e em áreas de Cerrado e Mata Atlântica. Nas cidades, é muito comum encontrar esse vegetal em lotes vagos e lugares descampados, pois ele necessita de muita luminosidade para sobreviver. Na ecologia, é uma espécie-modelo para a região tropical em razão do grande número de estudos realizados.
O alecrim-do-campo está intimamente ligado à cultura popular. Utilizado na fabricação de vassouras, ele também figura em poesias, cantigas populares, simpatias e rituais de purificação no âmbito místico/religioso. Não obstante, muito tempo antes de ser conhecido como fonte botânica da própolis verde, esse arbusto já era largamente utilizado em diversas indicações: antibiótico, anti-inflamatório, antirreumático, diurético, cicatrizante, tônico e até mesmo anticonvulsivo.
Outra variedade tupiniquim de própolis vem chamando a atenção da comunidade científica: a própolis vermelha. Foram identificadas nela seis novas substâncias com propriedades farmacológicas relacionadas a potenciais antitumorais, analgésicos e antimicrobianos. Originária do Nordeste do País, a própolis vermelha é coletada dos caules da planta Dalbergia ecastophyllum, muito comum em estuários, mangues e regiões costeiras, em virtude de sua preferência por ambientes salinos. A espécie de abelha responsável pela coleta dessa resina vermelha é a mesma produtora de própolis verde no Sudeste.
Existem cerca de 240 patentes de produtos derivados de própolis, muitas delas associadas a produtos dermatológicos, odontológicos, cosméticos, alimentos e remédios. É bem pouco, se for considerado que a própolis é conhecida e utilizada há milênios.
Certamente, há um vasto campo a ser desvendado sobre as inúmeras variedades de própolis originárias da flora brasileira e de suas abelhas, além dos produtos delas derivados. Todo esse conhecimento proporcionará um amplo leque de benefícios para melhorar a qualidade de vida humana.
*Michel Stórquio Belmiro, Yumi Oki e G. Wilson Fernandes fazem parte de equipe do Laboratório de Ecologia Evolutiva e Biodiversidade (Departamento de Biologia Geral, Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Minas Gerais).

Produto promissorConheça a seguir algumas das descobertas recentes sobre a própolis, destacando sua relevância em inúmeros tratamentos de saúde. Efeitos antibacterianos - Em 2007, pesquisadores brasileiros investigaram as propriedades anti-inflamatórias e antibacterianas de um tipo de própolis maranhense (geoprópolis) no combate à cárie dentária, cujos fatores causadores incluem a bactéria Streptococcus mutans, que vive na boca humana. O geoprópolis é produzido por abelhas sem ferrão (Melipona fasciculata) a partir de resinas vegetais, ceras, barro ou terra. Por sete dias, 41 voluntários lavaram a boca com uma solução de geoprópolis três vezes ao dia. Embora metade dos participantes não apresentasse crescimento da S. mutans antes mesmo dos experimentos, houve redução significativa no crescimento bacteriano na outra metade dos participantes - um resultado que estimula estudos mais aprofundados.
Efeitos antivirais - Em 2000, investigadores da Universidade Médica do Estado, em Lvov (Ucrânia), testaram a eficácia de uma pomada de própolis para tratar herpes genital causada pelo herpes simplex vírus 2. Noventa pessoas com lesões do gênero receberam aplicação da pomada por 10 dias. Segundo os pesquisadores, a própolis foi mais eficaz do que o aciclovir (um remédio antiviral comum) e o placebo na redução do número de lesões; além disso, observou-se redução na manifestação de outros tipos de infecções associadas às lesões causadas pela herpes. Flavonoides presentes na própolis, como a galangina e a pinocembrina, causariam essa ação antiviral.
Efeitos anti-HIV - Em 2005, Genya Gekker e colaboradores testaram a atividade de extratos de própolis na infecção do vírus HIV, causador da Aids. A reprodução do vírus dentro de células específicas do sangue (linfócitos T cd4+) acaba por destruir essas células, fundamentais à resposta imunológica. Os testes realizados com os extratos de própolis de várias regiões dos EUA, Brasil e China em placas de cultura de células contendo linfócitos T cd4+ demonstraram que todos os extratos inibiram o vírus HIV, sobretudo durante a entrada dos vírus nos linfócitos. O estudo também demonstrou que quando foram usados os extratos de própolis com o antiviral AZT (tradicionalmente empregado no tratamento da Aids), os resultados foram melhores do que os dois separadamente. Esses resultados foram considerados promissores, já que o uso da própolis pode representar um efeito aditivo ao AZT.


Fone: Revista Planeta.