sábado, 20 de setembro de 2008

SAIBA MAIS SOBRE OS ADOÇANTES!











VOCÊS PEDIRAM, EU COMECEI, QUERO QUE ATENTEM PARA UMA COISA, ASPARTAME, COMO PODEM VER AQUI, SE DIZ QUE ELE É CONTRA INDICADO EM VÁRIOS CASOS, REPAREM QUE ENTRE ELES SE ENCONTRA "GRAVIDEZ" ISTO NÃO É UMA DOENÇA, É UMA GRAÇA.

CHAMO A ATENÇÃO PARA O ASSUNTO E PARA QUE CADA UM TENHA O CUIDADO DE PESQUISAR. EM TEMPO, PESQUISANDO NA INTERNET EU DESCOBRI QUE O ASPARTAME É A FORMULA BÁSICA DE FORMICIDA E QUANDO AQUECIDO PASSA A SER A FORMULA DO FORMOL. ELE É LIBERADO E ANDA EM CIRCULAÇÃO, NÃO POR SER INOFENSIVO, MAS PORQUE A PATENTE É PROPRIEDADE DE UMA DAS EMPRESAS MAIS PODEROSAS DO MUNDO E ESTA RECEBE PELO REGISTRO DA PATENTE ALGO COMO 2 BILHÕES DE DÓLARES AO ANO....NÃO VOU ESCREVER MAIS NADA RSRSRSRS MAS PROCUREM. EU NÃO USO E NÃO RECOMENDO NENHUM ADOÇANTE COM ASPARTAME...USO MESMO É O BOM E VELHO AÇUCAR MASCAVO OU O MEL....AMO. AÇUCAR BRANCO SÓ NA CAIPIRINHA RSRSRSRS


O aumento das vendas e da procura por adoçantes é decorrência do interesse das pessoas em melhorar sua saúde, sua aparência física e manter a boa forma corporal, uma vez que os adoçantes têm um poder dulcificante muitas vezes maior que o do açúcar, com a vantagem de ter uma quantidade de calorias muito menor, diminuindo portanto os impactos que uma dieta rica em açúcar pode ter sobre a qualidade de vida das pessoas. Por este motivo, o mercado de consumo tornou-se extremamente lucrativo e encontra-se em plena expansão.

A princípio, os adoçantes foram pesquisados e desenvolvidos para atender às necessidades de pessoas diabéticas, ou seja, portadoras de uma doença do metabolismo causada pela falta de insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, fundamental para a queima do açúcar e sua transformação em outras substâncias, como gorduras, proteínas, etc. Essas pessoas devem receber orientação médica e nutricional a respeito de quais adoçantes são mais apropriados para seu consumo, uma vez que muitos deles contêm lactose ou sacarose como veículo de suas substâncias edulcorantes.

Vale a pena lembrar que a substância edulcorante constitui o princípio ativo do adoçante, ou seja, é o responsável por conferir o sabor doce aos adoçantes.

Existem edulcorantes artificiais (produzidos sinteticamente), tais como: aspartame, sacarina sódica, ciclamato de sódio, acessulfame K, sucralose; e edulcorantes naturais como: frutose, manitol, sorbitol, steviosídeo e xilitol.

Os adoçantes calóricos (aqueles encontrados nas frutas, no mel e álcoois de açúcar), tem poder dulcificante superior ao do açúcar comum e por isso devem ser utilizados em quantidades reduzidas. Os adoçantes não calóricos geralmente são artificiais ou resultantes de proteínas produzidas a partir de aminoácidos, sal de potássio sintético e de stévia. Fornecem doçura acentuada e não contem calorias.

Os adoçantes dietéticos, por sua vez são produtos considerados Alimentos para Fins Especiais, pela Portaria Nº 29, de 13 de janeiro de 1998, recomendados para dietas especiais, quer seja de emagrecimento ou de restrição de açúcar.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, na Resolução RDC nº 271, de 22 de setembro de 2005, define como “Adoçante de Mesa” o produto formulado para conferir sabor doce aos alimentos e bebidas, constituído de edulcorante(s) previsto(s) em Regulamento Técnico específico.

É certo que todo adoçante, seja ele de mesa ou dietético, tem um limite de ingestão diária, recomendado pela Organização Mundial de Saúde, que deve ser respeitado devido a possíveis efeitos colaterais à saúde, tais como: dor de cabeça, mal estar, perda de humor e diarréia.

É fundamental que os consumidores desenvolvam o hábito da leitura do rótulo e busquem conhecimento sobre a data de validade, indicação quantitativa do conteúdo, valores calóricos e energéticos, informações nutricionais, tipo de edulcorante e ingredientes, bem como as contra-indicações para determinadas doenças.

Para conhecer as características dos adoçantes e dose de ingestão recomendada acesse: www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/adocantes.pdf



Conheça as indicações e contra indicações do uso de adoçantes:

Acessulfame K -Contra indicado para pessoas com deficiências renais que necessitam limitar a ingestão de potássio (K) Permitido para diabéticos Não favorece a formação de cáries.

Aspartame- Contra indicado para fenilcetonúricos (*) .Contra indicado para gestantes e lactentes.Permitido para diabéticos

Ciclamato - Contra indicado para hipertensos

Sacarina - Contra indicado para hipertensos

Stévia - É totalmente atóxico e seguro para o organismo

Frutose - Contra indicado para quem está com excesso de triglicerídeos.Causa cáries

Lactose - Contra indicado para pessoas com alergia a leite e seus derivados .Pode ter efeito laxativo

Manitol - Não favorece a formação de cáries.Consumido em excesso tem efeito laxativo

Sorbitol - Sabe-se que doses acima de 70g/dia tem efeito diurético e laxativo
Não favorece a formação de cáries .Pode ser consumido por diabéticos

Xilitol -Não favorece a formação de cáries

Sucralose -Sabe-se que é atóxica à reprodução e ao crescimento infantil.Pode ser consumido por diabéticos.

Maltodextrina -Contra indicado para diabéticos por conter glicose, dextrose e diversos açúcares


Fonte: Inmetro

Para saber sobre a utilização de adoçantes na gravidez o artigo abaixo traz uma revisão sobre os mais utilizados no Brasil:
http://www.scielo.br/pdf/rbgo/v29n5/a08v29n5.pdf

3 comentários:

gabi disse...

Oi Tudo bem?
Li parte do seu post sobre adocantes. Eu os consumia muito, sempre ha anos, mas a poucos meses atras escutei uma reportagem sobre eles e os casos de tumores cerebrais causados pelo consumo do aspartame. Fiquei aterrorizada. Hoje uso acucar mascavo ou mel. Abaixo o adocante!

Dani disse...

Oi querido, obrigada pela visita! Muito boa sua postagem sobre os adoçantes!
Beijinhos!

Flavia Almeida disse...

Oi Rui!!

Putz amei este post para mim foi um verdadeiro acorda menina eu não sabia das consequencias aspartame vou pesquisar sim.Ah! tb estou pesquisando algo sobre refrigerante light ou diet vc tem alguma coisa aí??? bjinhos