sexta-feira, 18 de março de 2011

OS PERIGOS DAS DIETAS

Bulimia, eu diria Falta de Amor próprio ou será de informação, acho que não, nos dias de hj não é AMOR PRÓPRIO MESMO.
Desta vez não quero chocar tanto com a imagem, como já fiz de outras vezes.
Vamos Falar sério: Quer perder peso, se ama, faça como eu HERBALIFE reduza de 3 a 5 kgrs por mês,(eu reduzi em média 7) ganhe e muito em saúde e vitalidade e não corra riscos, por dois motivos, 1º Herbalife coloca no seu organismo todos, absolutamente todos os nutrientes de que ele precisa, daí o aumento de energia e vitalidade. 2º Os produtos teem em quantidades corretas todos os nutrientes de que vc já ouviu falar e muitos que, mesmo sem sabermos, não poderíamos viver sem eles, e por não sabermos às vezes nunca procuramos.

Em março, o mundo acompanhou o drama final de Theresa Marie Schindler, 41 anos, mais conhecida como Terri Schiavo. Vítima de uma parada cardíaca que lhe causou dano cerebral permanente em 1990, ela encontrava-se em estado vegetativo desde então. As opiniões se dividiram fortemente: os aparelhos deveriam ou não ser desligados? O marido queria, os pais dela não. O triste e polêmico caso ganhou espaço nos jornais e nas televisões de todo o mundo e, nos EUA, chegou aos tribunais e comoveu políticos e autoridades.
Pouco se falou, contudo, da origem do problema: aos 25 anos, a americana de 1,60 m e 49 kg sofria de bulimia, transtorno alimentar em que a pessoa provoca o vômito após comer descontroladamente. Vale destacar que, no passado, ela já havia pesado 100 kg e encarado todo tipo de dieta radical para afinar a silhueta. Com a doença agravada e o organismo subnutrido, seu coração sucumbiu pela falta de potássio, um nutriente essencial para o bom funcionamento dos músculos.
Na ocorrência, o cérebro ficou cinco minutos sem oxigênio, o que provocou em Terri uma grave lesão cerebral. Os médicos, esperançosos, torciam para que ela se recuperasse em até três meses, mas isso não aconteceu. O restante da história foi insistentemente noticiado: ela morreu em 31 de março, 13 dias após os aparelhos serem desligados.
Bulimia: problema tipicamente feminino
Diversos casos bulímicos já ganharam notoriedade, como o da cantora americana Karen Carpenter que, no fim dos anos 70, parou de fazer shows com o irmão Richard por causa do problema. A princesa Diana, a top model Kate Moss e a jovem princesa Victória, da Suécia, também sofreram com o distúrbio. "Estudos científicos indicam que nove entre dez portadores desse mal são mulheres", declara Valdívia Camargo, psicoterapeuta especializada em orientação psicológica no tratamento da obesidade, de São Paulo (SP).
O transtorno alimentar costuma surgir entre os 16 e os 40 anos e atinge com mais freqüência indivíduos com baixa auto-estima, rejeitados pelos parceiros ou que sofrem com a desintegração familiar. "Se durante três ou quatro meses o paciente vomitar três vezes por semana, já é um sinal de que o problema existe. Aí, deve-se procurar um psicoterapeuta", explica Valdívia. A questão é que familiares e amigos podem não perceber o que está ocorrendo - até porque desconhecem os sintomas do processo - e, nesses casos, o quadro vai piorando mais e mais.
Atitudes suspeitas? Procure ajuda médica
Por isso, é importante saber mais detalhes sobre a bulimia. Em geral, a pessoa almoça e janta normalmente. Mas, longe da vista de todos, sofre com episódios de um outro transtorno conhecido como 'compulsão alimentar' - em que come tudo o que vê pela frente, misturando itens doces e salgados, frios e quentes, sem nenhum controle. Depois vem a culpa e, com ela, a ingestão de laxantes, purgantes e diuréticos e, claro, a indução ao vômito. A orientação é, a qualquer suspeita, ficar de olho na movimentação pós-refeição (idas ao banheiro para vomitar), no estoque da despensa (e da geladeira, dos armários da cozinha e de possíveis 'esconderijos' - como embaixo da cama) e na farmacinha caseira (onde podem ficar guardados os citados medicamentos).
Com o tempo, o vômito passa a ser involuntário e surgem, na seqüência, vários efeitos físicos colaterais: dores musculares e cãibras, inflamações na garganta, cáries, vertigens, fraqueza muscular, vômitos acompanhados de sangue, glândulas salivares doloridas e rosto inchado. "Neste estágio mais avançado é que aparece a hipopotassemia, provocada pelo baixo consumo de potássio e que resulta em sérias - e às vezes fatais - contrações musculares, principalmente as cardíacas, e lesões renais", revela Valdívia.
A saída? Atendimento médico e terapêutico urgente. Além de apostar na auto-estima e nas relações pessoais positivas e verdadeiras, é essencial adotar uma alimentação balanceada e nutritiva e um programa de exercícios para manter a saúde física em dia. "O cardápio não deve ser equilibrado apenas do ponto de vista calórico, mas também quanto à quantidade de macronutrientes (carboidratos, gorduras e proteínas) e de micronutrientes (vitaminas e minerais)", alerta a nutricionista Alessandra Rodrigues, de São Paulo (SP). Ela acrescenta que o excesso de nutrientes é também nocivo e, por isso, o uso de multivitamínicos sem orientação médica pode se revelar tóxico e perigoso.
Nutrientes essenciais
 
Tanto na dieta hipo ou hipercalórica, deve-se consumir fontes de vitaminas e minerais, que ajudam o organismo a funcionar bem", explica Alessandra. As quantidades variam de acordo com o sexo, a idade e o estado nutricional. Para fazer o cálculo exato, consulte o site www.nal.usda.gov/fnic/etext/000105.html
FERRO
CÁLCIO
SÓDIO
POTÁSSIO
• Função:fundamental na formação de hemoglobina, é responsável pelo transporte de oxigênio. A falta desse mineral acentua o desenvolvimento da anemia. Sua deficiência pode causar taquicardia, queda do sistema de imunidade e fadiga.
• Alimentos:carnes vermelhas, fígado, miúdos em geral, gema de ovo, leguminosas, vegetais folhosos e verdes-escuros e frutas secas.
FOTOS: DIVULGAÇÃO E SÍMBOLO IMAGENS.
• Função:necessário para a coagulação
sangüínea, contração muscular,
transmissão de impulsos nervosos
e formação dos ossos e dentes.
• Alimentos:leite, iogurte,
queijos, brócolis, couve e ovos.
FOTOS: DIVULGAÇÃO E SÍMBOLO IMAGENS.
• Função:essencial para a distribuição da água no organismo e do volume sangüíneo.
• Alimentos:enlatados, sal de cozinha, carnes, espinafre e aspargos.
FOTOS: DIVULGAÇÃO E SÍMBOLO IMAGENS.
• Função:importante para a transmissão de impulsos nervosos, contração da musculatura cardíaca e perfeita função renal.
• Alimentos:banana, laranja, maçã, batata, substitutos do sal e verduras.
FOTOS: DIVULGAÇÃO E SÍMBOLO IMAGENS.
 

Transtornos alimentares
 
Confira a descrição das principais doenças psiquiátricas em que é comum expressar, no corpo, alguma insatisfação com a vida pessoal e também emocional.
• Compulsão: impulso incontrolável que leva alguém, em certos momentos, a comer tudo o que está a seu alcance de modo exagerado.
• Bulimia purgativa: a pessoa ingere tudo o que vê pela frente e, em seguida, provoca o próprio vômito, além de tomar laxantes, diuréticos e purgantes.
• Bulimia não-purgativa: o paciente não vomita, mas pratica atividades físicas sem parar e pode tomar medicamentos, tudo em prol da magreza.
• Anorexia: o indivíduo tem uma visão distorcida de seu corpo - enxerga-se gordo mesmo que todos garantam que está magro. O medo obsessivo de adquirir quilos a mais o leva a não comer e a emagrecer muito, a ponto de pôr em risco a saúde.

Um comentário:

Talitha Souza é meu nome!!! disse...

Nós que fazemos dietas temos um grande risco de virar bulemicas, anorexicas né..temos que tomar muito cuidado sempre, se policiar é o principio de tudo né

Estou te seguindo, tudo bem?

Bjokinhas =)