quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Conheça os riscos de seguir as dietas da moda


Funcionam, só que com sorte matam - CUIDADO
Maníaca por dietas, Daniele Maria Bomfim, 32 anos, já recorreu às mais variadas receitas para perder peso: dieta da lua, da sopa, da gelatina... "Eu vivia com fome, mal humorada e nenhuma delas adiantou. Até emagrecia, mas logo engordava de novo. Por fim, tomei inibidores de apetite, que me causaram hipertensão arterial", diz Daniele, que não tinha ajuda médica. "Só consegui perder mais de 20 quilos com reeducação alimentar e malhação. Aprendi a lição". (Tudo tem um preço, aproveite quem já pagou, às vezes estas experiências saem tão caras que nunca mais é possível pagar. CUIDADO
Assim como Daniele, muitos radicalizam para conquistar um corpo esbelto, apostando em dietas extremas ou jejum prolongado. E o resultado é a saúde em risco por falta de nutrientes. "Dietas sem orientação médica deixam o organismo mais suscetível a doenças por deficiência no consumo de minerais. Num déficit vitamínico, o corpo fica em estado de fadiga", destaca a médica ortomolecular Luciana Granja.Por isso eu sempre digo SUPLEMENTE.



Algumas das consequências mais comuns dos regimes radicais são: tonturas, fraqueza, anemia, queda de cabelo, irritabilidade e desmaios. Arritmias cardíacas e lesões neurológicas, como perda de memória, também podem ocorrer, assim como transtornos alimentares (anorexia, bulimia, compulsão e ortorexia). 



"Pessoas com esses transtornos buscam uma imagem de beleza inatingível, e mesmo aqueles que estão na faixa ou abaixo do peso ideal, se sentem gordos. Esses transtornos devem ser tratados por equipe multidisciplinar, incluindo médicos, psicólogos e nutricionistas", diz o psiquiatra Ervin Cotrik, do Instituto de Psiquiatria da UFRJ.


Segundo a nutricionista Patrícia Bertoni, da RioGastro, o tratamento para emagrecimento deve ser de médio a longo prazo. "Um programa de reeducação alimentar, levando em conta o estilo de vida, é fundamental. Com um regime que se adapte ao organismo da pessoa, ela perderá peso sem perder a saúde", avisa.


E NUNCA SE ESQUEÇAM, QUANDO E SE FOR PROCURAR AJUDA DOS DITOS PROFISSIONAIS DA SAÚDE, OLHE BEM PRIMEIRO PARA O PORTE FÍSICO DO ESPECIALISTA, SE ELE NÃO ESTIVER EM FORMA, CABE A PERGUNTA: SE SABE TANTO, PORQUE NÃO FAZ POR SI? Eu conheço nutricionistas muito jovens, beirando os trinta, que pesam mais de 100 kgrs, com cerca de 1.69 de altura, olham na minha cara e dizem que sabem tudo de nutrição. A isso eu chamo de PIADA DE MAU GOSTO. SAIBA: QUEM SABE DE NUTRIÇÃO NÃO ESTÁ ACIMA DO PESO. E SE ESTÁ NÃO SABE. O resto são desculpas estúpidas e infundadas.


Dicas para o processo de emagrecimento não virar doença



O que faz bem

- Seja numa dieta hipo ou hipercalórica, deve-se consumir fontes de vitaminas e minerais para o organismo funcionar bem: ferro, cálcio, zinco, magnésio e potássio.
- Consuma frutas, verduras e legumes, grãos e cereais integrais (aveia, centeio, gérmem de trigo, granola), leite e derivados.
- Opte por carnes magras, peixes e frutos do mar. Prepare-os assados, grelhados e, no caso de carne de aves, retire a pele.
- A alimentação diária deve ser dividida em três refeições principais (café da manhã, almoço e jantar) e lanches leves intermediários, sempre em horários regulares. O ideal é alimentar-se a cada três horas.
- Comece as refeições pela salada crua, que reduz a sensação de fome.

- Alterne os legumes cozidos com os legumes crus.

- Pratique exercícios físicos para acelerar a sua queima de gordura e não deixe de controlar seu peso regularmente.



O que deve ser evitado

- Alimentos fritos.

- Grande uso de sal e açúcar.
- Queijos amarelos (queijo prato, provolone, muzzarela). Prefira os queijos magros (ricota, queijo branco).
- Consumo de bebidas alcoólicas, refrigerantes e doces. Invista em sucos naturais e opte por frutas frescas em vez de doces.

FAÇA ASSIM: R.A. ou como eu, Assim.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

BOM SONO = BOA SAÚDE.


Trabalho, cuidar dos filhos, da vida pessoal e social não é fácil, e arranjar tempo suficiente para um belo descanso, a boa noite de sono ao final do dia fica cada vez mais difícil.
Aquela história de que devemos dormir durante 8 horas por dia não é bem lá verdade, mas devemos ter uma atenção especial na hora daquele "soninho bom de cada dia".

"De um modo geral, não há uma quantidade universal que deva ser atingida toda noite para que pela manhã as pessoas sintam-se bem. Ao contrário, a quantidade ideal de sono parece ser adequada a cada pessoa dentro de uma faixa relativamente ampla", esclarece Mônica Andersen, pesquisadora do Instituto do Sono, de São Paulo.

Ela conta que o importante não é dormir durante uma quantidade específica, mas sim, o número de horas que o corpo pede. "Deve-se buscar identificar o número ideal de horas de sono por noite para cada indivíduo, para que então esta quantidade seja respeitada e suficiente para que, ao acordar, as pessoas sintam-se com as energias restabelecidas".

Dificilmente dormimos o tempo que queremos, mas o segredo é se organizar, para que o sono não fique em débito, trazendo problemas para a saúde física e mental. Não dormir direito pode resultar em falta de energia para o exercício das atividades do dia seguinte e até levar à morte. "A falta de sono é extremamente venenosa a saúde e isso pode ser constatado no caso da uma grave doença chamada ‘Insônia Familiar Fatal’. Nesta doença, a partir de um dado momento da vida o indivíduo perde a capacidade de dormir de forma eficiente e, em alguns meses, o óbito se dá pela completa falta de sono", alerta Mônica.

A especialista ressalta alguns outros prejuízos que a falta de sono pode ocasionar, como "o déficit causado ao 
sistema imunológico, predispondo a um maior número de infecções e alterando os mecanismos de resposta inflamatória; o aumento da sensibilidade dolorosa e a ligação da falta de sono às doenças reumatológias, como a fibromialgia (dores musculares extremas); a relação com eventos cardiovasculares, como infarto do miocárdio e aumento da pressão arterial".

Além disso, a médica lembra que diversos hormônios e neurotransmissores podem ter a ação alterada por conta da falta de sono. "A prolactina (hormônio importante para a formação de leite), por exemplo, é liberada durante o sono. Com a privação de sono, muitas mulheres com ‘dupla jornada’, têm sua produção de leite comprometida", especifica.

O comportamento de cada indivíduo também corre o risco de sofrer modificações se o organismo não conseguir descansar aquelas "horinhas milagrosas" de todo dia. "De modo geral, a privação de sono está intimamente ligada à agressividade e impulsividade em adultos e, especialmente, em crianças. Além disso, diversos outros comportamentos, tais como o comportamento sexual e o alimentar são marcadamente alterados pela falta de sono", afirma Mônica.

Funções cognitivas, ou seja, aprendizado e lógica, também são alterados por conta do déficit de descanso que a falta de sono abriga. Segundo a pesquisadora, memória e domínios como a atenção e o alerta estão drasticamente diminuídos após a restrição de sono. E não é apenas ‘não dormir’ que pode ser prejudicial. Dormir mal também é prejudicial à saúde. "O aproveitamento adequado das diversas fases do sono nos ajuda a restabelecer a disposição física necessária para as atividades do dia-a-dia".

Mônica conta que é durante o sono que reestruturamos a parte psíquica da nossa mente, o que nos ajuda a enfrentar melhor o próximo dia. Sem contar que é durante o sono que armazenamos melhor tudo aquilo que absorvemos pela 
memória. "Uma boa noite de sono tem efeitos restauradores, sobretudo após períodos de restrição ou fragmentação de sono", afirma.

Mesmo assim, ela garante que o primordial é manter bons hábitos de sono e, não somente, praticá-los quando possível. "Horários adequados e constantes para dormir e acordar são a melhor garantia para os efeitos positivos do sono de qualidade, resultando em bem-estar e satisfação aos indivíduos que os mantém", encerra. Levando em consideração que, em média, deveríamos passar cerca de um terço da nossa vida dormindo, é bom repensar no que você anda fazendo com o seu sono.

Por:
Tissiane Vicentin 
MBPress

terça-feira, 28 de setembro de 2010

A alimentação na prevenção da acne


Os alimentos podem ajudar quem tem problemas com acne? A resposta é positiva, sim, eles podem contribuir com o tratamento ou na prevenção.
Entenda melhor de que maneira.
Com o aumento da secreção sebácea mais o estreitamento e obstrução da abertura do folículo polisebáceo acontece o surgimento de cravos, favorecendo a proliferação de microorganismos, causando a inflamação característica das espinhas.

Geralmente as áreas mais afetadas são a face e as costas e normalmente surgem na puberdade. As causas são diversas: hereditariedade, problemas hormonais, hiperatividade das glândulas sebáceas,síndrome de ovários policísticos, etc.

Mas no que a alimentação pode ajudar? Veja as funções de alguns nutrientes e de que forma eles vão colaborar:
Vitamina A - diminui a produção de sebo. A melhor fonte de vitamina A são os alimentos ricos em betacaroteno. São eles: cenoura, abóbora, mamão, batata-doce, caqui, manga, agrião, brócolis, espinafre, salsinha, etc.
Vitamina C - antioxidante e antiinflamatória. Fontes: acerola, abacaxi, laranja, limão, morango, goiaba, limão, pimentão, etc.
Vitamina B2 - controla a oleosidade da pele. Fontes: leite, carnes, ovos, fígado, lêvedo de cerveja, espinafre.
Vitamina B6 - regula o metabolismo hormonal. Fontes: carnes de boi e porco, fígado, cereais integrais, batata, banana.
Fibras - promovem um bom trabalho intestinal, eliminam toxinas. Fontes: verduras, legumes, frutas, alimentos integrais, aveia, semente de linhaça, etc.
Cálcio, fósforo e magnésio - mantém o equilíbrio do sangue. Fontes: leite e derivados, vegetais de folha verde escura, leguminosas, etc.
Zinco - cicatrização e regeneração de tecidos. Fontes: ovo, cereais integrais, gérmen de trigo, etc.
Chá verde - antioxidante, repele as bactérias que causam as espinhas e reduz a inflamação (pode fazer compressa de chá verde gelado em cima da lesão).
Também é importante evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em gorduras e açúcares e não esqueça de beber bastante água.
Ter uma alimentação saudável e balanceada influencia bastante no surgimento ou mesmo no tratamento da acne. Por isso para quem sofre com esse problema a reeducação alimentar é essencial.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Alimentação sem carboidrato. É um Perigo...


Você com certeza já ouviu falar ou mesmo já experimentou a dieta das proteínas, certo? É tentador para quem quer emagrecer saber que existe a possibilidade de emagrecer rápido, podendo comer carnes, leite e derivados, ovos, bacon e outros alimentos ricos em proteínas e gorduras Sendo o único sacrifício, deixar de comer o carboidrato. Quantos não pensaram assim: 
Ah, será apenas por um tempo!

Realmente é possível ter o resultado desejado, pois o carboidrato é primeira fonte de energia utilizada para o corpo, excluindo ou diminuindo o consumo desse nutriente, o organismo passa a utilizar a proteína e a gordura como energia, alterando o metabolismo dos carboidratos.



Mas isso trás muitos prejuízos a saúde. Consumir uma grande quantidade de proteína compromete  os rins, já o consumo excessivo de gorduras, eleva os níveis de colesterol e triglicérides no sangue, que leva a um maior risco de doenças cardiovasculares. Além de que a proteína ideal para o ser humano é composta de 65 a 70% de proteína vegetal de boa procedência(soja desde que isolada é ótima) e 30 a 35% de proteína animal, que deve ser extraída cuidadosamente, a ideal é a de sorgo de leite.


E se ainda não houver o consumo de legumes, verduras e frutas poderá acarretar a deficiência desses nutrientes, ocasionando outros prejuízos.

Para que o organismo trabalhe corretamente é preciso ter uma alimentação balanceada, com qualidade e na quantidade adequada. Restringir ou excluir o carboidrato significa comer de forma desiquilibrada. isto além dos problemas já colocados trás ao "definhamento" da massa muscular, já que, o organismo ao sentir a falta do carboidrato vai buscá-lo nos músculos.

Sem contar que o cérebro precisa do carboidrato diariamente, então pode comprometer a integridade do sistema nervoso central também. Além disso, é comum ouvir de pessoas que já experimentaram esse tipo de dieta notarem alterações de humor, impaciência, irritabilidade e outras sensações desagradáveis.
Quanto a consumir os carboidratos até ás 18:00 horas, é importante que se faça o jantar de forma balanceada, já que é uma das refeições principais, por isso o carboidrato deve fazer parte. O segredo é saber a quantidade certa de consumir e fazer opções de fontes saudáveis, exemplos : arroz ou pães integrais, aveia, batata, etc.Sendo que o ideal é não usar carboidrato no jantar, por isso sempre digo para a excelência alimentar, suplemente com rigor sua alimentação, sem o que hoje, não é possível se alimentar adequadamente.
Por estes motivos apresentados, pense bem antes de fazer qualquer dieta, analise se ela é benéfica a curto, médio e longo prazo e se o seu resultado será bom para sua estética e saúde. Talvez perceberá que não é a melhor saída tirar o carboidrato. Para mim, a única saída aceitável, mas isto é pessoal, É

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

FAÇA PELA SUA SAÚDE.



Chás Ervas e a Vida Moderna

Não é novidade para ninguém que frutas, verduras, legumes, chás e carnes magras fazem bem à saúde. Mas, alguns alimentos e ervas têm se destacado, especificamente, pelo seu poder em prevenir e tratar doenças. O famoso filósofo grego, Hipócrates, já dizia: “Faça do teu alimento o teu medicamento”. A frase ganhou uma adaptação aos tempos modernos, para “faça do teu alimento a tua prevenção”. 

Todo nosso organismo se abastece daquilo que colocamos dentro dele. O fígado filtra as impurezas, mas tudo tem um limite! “o fígado também fica sobrecarregado, e como conseqüência todos os nossos órgãos sentem. A alimentação deve ser adequada, como prevenção de males e coadjuvante no tratamento”. É isso que a Sociedade Brasileira de Alimentos Funcionais (SBAF), presidida pela nutricionista Jocelem Salgado, está incumbida de fazer: aumentar os estudos sobre os benefícios dos alimentos à saúde do organismo.
Como Sabem eu sou pela praticidade e eficiência:
Fácil rápido correto e sem dificuldades. FUNCIONA. Reparem a maioria do tempo moro sozinho, adoro fazer a minha refeição pessoalmente assim sei o que estou comendo, ter que fazer saladas e outras coisas. Como concentrado de boa procedência, mas Deus nos deu o livre arbítrio

Os benfeitores

Atualmente muito se fala em alimentos funcionais, probióticos, prebióticos, chás e ervas. Esse é o assunto do momento. 

Os alimentos probióticos são uma classe de microorganismos que fazem bem aos seres humanos, prevenindo cânceres e aumentando a imunidade. Onde encontrá-los? Eles estão presentes em alguns iogurtes e leites fermentados. Já os prebióticos são as substâncias que alimentam esses microorganismos. Uma dupla de futuro!

Os chás e as ervas são os promissores no que diz respeito à prevenção, longevidade e sintomas da vida moderna. Segundo a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, os chás e ervas são grandes aliados, mas alguns detalhes devem ser rigorosamente seguidos: o modo de fazer o chá, o que usar de cada erva, o tempo de utilização, a quantidade, enfim, nada de sair abusando e ingerindo sem prescrição. Vanderli ressalta que “os únicos chás que podem ser consumidos sem orientação especializada são os de erva-doce, erva-cidreira, gengibre, camomila e macela. Os outros podem causar problemas hepáticos ou renais, dependendo do volume e freqüência do consumo”.

Os alimentos funcionais são assim chamados por serem alimentos que produzem benefícios específicos, ou por conterem níveis significantes de componentes biologicamente ativos para melhoria da saúde. Vejamos agora, alguns desses alimentos e suas propriedades terapêuticas.

Depressão e estresse

Nos tempos de escola aprendemos sobre os neurônios e as bainhas de mielina que os envolvem. Na depressão já foi comprovado que esta bainha de mielina está retalhada, piorando as sinapses (ligações entre os neurônios) e, isso acontece quando temos falta de selênio e zinco no organismo. Para melhorar o quadro, Vanderli recomenda: “inclua na dieta alimentos amarelos (abóbora, pêssego, milho, melão, cenoura, banana e mexerica) por causa da vitamina A. Já os verdes escuros (escarola, chicória, serralha, agrião e rúcula) também são importantes por causa do ácido fólico e do princípio amargo para estímulo hepático”. Assim estimula-se o fígado e liberam-se as toxinas depositadas. Além disso, “precisamos consumir diariamente banana e iogurte, de preferência sem corantes; 30 gramas de chocolate meio amargo ou três castanhas do Pará, no meio ou fim de tarde”. 
SOLUÇÃO
Acreditem não estou aqui vendendo nada, só estou mostrando o que faço e eu sempre digo e vcs devem ter lido. Não existe estress, o estressado nada mais é que um desvitaminado, alguém que exigiu do organismo e tirou deste substâncias essenciais sem reposição. Conosco não acontece, não que sejamos diferentes só que sabemos como equacionar.

Receita para o seu bem-estar

De acordo com Vanderli, para se obter bem-estar, todas as manhãs deve-se bater uma vitamina com leite de soja,(Proteína isolada de soja, pois o fitato é altamente prejudicial à saúde humana) uma fruta, uma colher de sobremesa de linhaça, uma colher de sobremesa de farelo de arroz e uma de farelo de aveia. Não consuma bebidas alcoólicas, frituras, creme de leite e maionese neste período.(Ou O SHAKE COMO O MEU, Eu gosto então adiciono a aveia, mas não precisaria.)

No caso do stress, ele pode ser físico, mental ou ambos. Eles estão muito associados aos chamados “ladrões de energia”, que são: fumo, sal, carboidratos refinados (em especial o açúcar e a farinha branca), mau-humor e insônia. O desequilíbrio orgânico por causa de algum desses alimentos, associados ou isolados, causam danos ao corpo, debilitando-o.(Bem como vêem ela também sabe, estressado é alguém que permitiu ficar desenergisado. Você é quem sabe....)

ACREDITE É FÁCIL E GOSTOSO ESTAR EM FORMA- BJKS

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Cinco dicas para comer melhor ou emagrecer sem riscos à saúde



Na busca pelo corpo e pela saúde perfeita, muitos homens e mulheres dedicam boa parte de seus dias e semanas trancados em academias e clubes. Treinando à exaustão, alguns consideram a falta de exercícios físicos o principal problema para a insatisfação com o próprio corpo ou com a saúde. Entretanto, poucas pessoas dão o devido valor para a importância da alimentação adequada na busca pelo bem estar e pela qualidade de vida.

A alimentação moderna está fazendo com que o ser humano, aos poucos, prejudique seu próprio corpo e sua saúde. “Quando as pessoas decidem emagrecer acabam fazendo da forma incorreta, cortando da alimentação itens indispensáveis para o equilíbrio do corpo. O mesmo acontece com quem deseja se alimentar melhor e, por conta própria, definir o ‘próprio cardápio’, que, muitas vezes, está inadequado para seu estilo de vida”. Onde eu sempre recomendo fazer exatamente o que eu fiz, ou quem quiser consulte um especialista, mas para seu próprio bem lembre-se de reparar se o físico do “especialista consultado está como devia, senão cabe sempre a pergunta: se é tão especialista assim, porque está fora de forma?.

Aprenda cinco dicas para as pessoas obterem êxito na hora de planejar e colocar em prática o cardápio para uma alimentação melhor e mais equilibrada:

- Consumo diário: o ideal é termos uma alimentação equilibrada, prevenindo deficiências nutricionais, melhorando o trabalho do sistema imunológico e protegendo o organismo contra doenças infecciosas. Podemos destacar o Licopeno (cenoura, mamão, manga, couve); Fibras (frutas, legumes, verduras, aveia; Flavonóide (suco natural de uva, morango, ameixa, repolho); Isoflavonas (soja – de preferência em grão); Ácidos graxos Omega 3 (peixes e óleo de peixe);Como todos sabemos isso além de ter que os alimentos serem produzidos de forma correta e sem agrotóxicos e outras impropriedades nunca sabemos o que é ou não suficiente, vejamos um rápido exemplo, as fibras: para vc ingerir a quantidade ideal diária precisa comer 37 fatias de pão integral. Sabe o que acontece se fizer isso? Então agora entende porque eu sempre digo SUPLEMENTE CORRETAMENTE SUA ALIMENTAÇÃO.

- Reeducação alimentar: O nosso corpo para trabalhar de forma adequada, necessita de todos os macronutrientes (carboidratos, proteínas, gorduras) e micronutrientes (vitaminas e sais minerais). E Fitonutrientes. A reeducação alimentar tem a finalidade de aprendermos a comer de tudo sem exageros, de uma forma equilibrada, com alimentos que garantam uma boa nutrição, respeitando a individualidade de cada pessoa. Um alimento por si só não tem a capacidade de fazer emagrecer, mas aprendendo a se alimentar de forma adequada e respeitando os horários conseguimos atuar na redução e na própria manutenção do peso;o ideal é fazer refeições a cada três horas. Café-lunch-almoço-lanche-jantar. Não se esqueçam engordamos porque ingerimos maior quantidade de calorias do que queimamos e tudo o resto é conseqüência disto.

- Mulheres e a celulite: esta alteração (que tira o sono de muitas mulheres) envolve fatores hormonais, vasculares, neuroendócrinos, erros alimentares e sedentarismo, levando a uma alteração do relevo cutâneo. Para ajudar a amenizar estas alterações, é aconselhável diminuir o consumo de sal, enlatados, alimentos em conserva, frituras, embutidos e alimentos industrializados, pois aumentam o acúmulo de toxinas. Dar preferência a consumo de frutas, alimentos integrais, verduras e legumes - crus ou cozidos ao vapor – e temperos naturais, Por fim beba água corretamente, 1 litro para cada 25Kgrs de peso, e se não souber quanto é o suficiente cuide da urina, a urina Humana não tem cor e nem cheiro. Se tiver, é falta de água ou uma inflamação, normalmente falta de água. A ingestão correta de água também atenua em muito a celulite.

- Dor de cabeça: Muitos fatores podem piorar este grande mal que afeta os brasileiros, entre eles: o uso de analgésicos em excesso, longos períodos de jejum, tabagismo, uso de contraceptivos orais, sono inadequado, estresse, falta da prática de exercícios físicos regulares e, principalmente, o componente alimentar, que é muito importante;Normalmente com a ingestão correta de água, não temos dores de cabeça.

- Cuide do corpo: Não se esquecer que a prática de exercícios físicos regulares e modificações do estilo de vida, como tabagismo, etilismo e sedentarismo evitam diversos problemas de saúde e contribuem – muito – para alcançar os resultados esperados.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

PARABÉNS, MAS VC TAMBÉM PODE


BELLINHA (não, não é adjetivo, é o nome mesmo) é a pequenina linda da nossa amiga Carol Parabéns querida. BEIJINHOS
                                                        *********
Sim OITO anos e não precisa de velinha, foi e é simplesmente uma VITÓRIA,
a minha que divido hj com todas vcs já que, a partir de certo memento todas teem participação nisso. No dia 31 de Maio de 2002 eu me pesei , tinha 105Kgrs, e dicidi mostrar que Herbalife não funcionava. Um Mês depois havia reduzido 7 SETE e percebi que se eu levasse a sério funcionaria. EXATAMENTE NO DIA 22 DE SETEMBRO DE 2002 subi na balança e tinha 75Kgrs. Pensei chega fico por aqui.
Eu Fiz, conheço alguns milhares de pessoas que fizeram, e usando a R.A. que no meu caso aprendi com a Carol já tive sucesso ajudando pessoas.
É simples como isso, DESEJE REALMENTE e faça. Tenho dito, acompanhei de perto e vi o perigo que é, não faça RA.não diminua ingestão de calorias sem uma suplementação alimentar adequada, ou faça, e fique com as maselas das consequência, e se precisar de um médico para resolver. VAI VOLTAR A ENGORDAR. Acredite não é praga, é a realidade nua e cru.
ACREDITEM EU FIZ QUALQUER UMA PODE FAZER. SUCESSO E COMEMORE DAQUI A 8 ANOS A SUA VITÓRIA, NA DATA EU ESTAREI COMEMORANDO 16. BEIJOKAS e 

"NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA"

terça-feira, 21 de setembro de 2010

O VERÃO, ALIMENTOS DICAS.

Encontrei no site do Minha vida, alguns artigos com muitas dicas, a maioria de vcs sabe por ler o que eu escrevo, com quais eu concordo ou não e afinal quem reduziu 30 Kgrs e assim se mantém há 8 Anos, fazem 8 agora dia 22, Sabe como se portar para resolver problemas de peso, então vcs podem ou não me ouvir, mas acreditem torço por todas e faço minha parte. Mas hj vou publicar apenas links, as notícias são muito interessantes e para eu postá-las como devia ficaria muito complicado, assim Boa Leitura:
Tão Vendo a Foto, é a mais bela expressão do ditado "Deitar cedo e Cedo Erguer, dá saúde e faz crescer" Essa imagem seria impossível se não AMA-SE dar Bom dia para o SOl.

*Sua saúde não pode passar sem estes 7 nutrientes







Viram, trata-se da verdadeira postagem de preguiçoso, as duas com letras diferentes são antigas minhas, mas há quem não leu, há quem tenha lido e queira ler novamente, e há os que nunca vão ler, afinal é mais fácil arranjar desculpa para não conseguir atingir a meta do que fazer algo por si mesmo (a).

De Qualquer maneira o Verão vai chegar e desejo que todas estejam DI-VI-NAS, mas principalmente que assim se sintam. Vamos lembrar alguém que quer fazer querer que desapareceu:

NADA É IMPOSSÍVEL PARA QUEM ACREDITA.!!!! BJKS!!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Alimentos crus e chá branco: aliados na busca por saúde e boa forma



Comer alimentos crus faz com que a digestão seja mais fácil e saudável, além de evitar o gasto da nossa reserva enzimática. As enzimas são substâncias que ajudam a melhor absorção do alimento no nosso organismo e ajudam na preservação de nossos órgãos. São elas as responsáveis pelas reações químicas que acontecem em nosso corpo e, a falta destas, faz com que as vitaminas, minerais e os hormônios não consigam cumprir o seu papel.

Possuímos em nosso organismo uma reserva de enzimas, mas como nos dias de hoje muitas pessoas não se alimentam de forma saudável, usam muitos medicamentos e fazem pouco ou nenhum exercício físico, nosso organismo não produz as enzimas suficientes para processar o alimento de forma correta e nutrir o corpo todo. É muito importante não esgotar o estoque de enzimas, pois isso pode acarretar em vários tipos de doenças, além do envelhecimento ou morte precoce.E eu preciso alertar que não há como se nutrir de forma correta, isso independe do conhecimento ou da vontade de cada um, hoje a nutrição adequada depende invariavelmente de SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR, explico:
Alguém já comeu frango criado pela vóvó? ali no quintal? sabe quanto tempo esse franquinho demorou para chegar à sua mesa?  cerca de 45 dias.
Costuma comer peito de frango grelhado? é recomendável e eu diria salutar, e tem mais eu como, Só que, sabe quanto tempo esse frango demorou do nascimento até sua mesa? 21 dias. Acha isso normal? NÃO, NÃO É. E isso é conseguido com hormónios vitaminas luz em excesso e tudo o mais que estressa e acalma o animal, ou seja nós estamo-nos estressando pela alimentação. Quer isso para vc? Se não quer precisa recorrer aos suplementos, mas cuidado com os Milagres do mercado. E eu falei do frango, mas posso falar do tomate que antes de chegar à mesa são usadas 15 vezes de agrotóxico que nós vamos ingerir sim, da terra cansada pela alta rotatividade a que é submetida e a mais um sem número de coisas. Mas não precisa acho que já entenderam. O Alimento cru é Bom. SIM É. Mas a suplementação hj para uma vida saudável é indispensável.

Já os alimentos cozidos, fervidos, Use ao Vapor, enlatados, pasteurizados, enfim, que não estejam in natura, perdem suas enzimas e por isso precisam das produzidas pelo nosso corpo durante sua digestão, o que faz com que órgãos do sistema digestivo tenham que roubar substâncias do sistema imunológico, causando reações adversas, como: gases, dor de estômago, dor nas articulações e nos músculos, insônia, diarréia/constipação, erupções na pele (acne), envelhecimento precoce, celulite entre outras.

Enquanto isso, o chá branco é a versão menos processada do famoso chá verde, pois é coletado antes das flores se abrirem. Esses brotos e as folhas da planta são cozidos ao vapor e submetidos à secagem. Ao contrário do verde e do preto, o chá branco não passa pela fermentação e a colheita para a produção desse chá se realiza em apenas dois dias por ano, por isso a raridade e o valor alto. COMO SABEM, NUNCA FIZ SEGREDO DISSO PREFIRO SEMPRE O VERMELHO. Ele não tem processamento a não ser a maturação em Barricas de carvalho.

O chá branco acelera o metabolismo e ajuda a eliminar a gordura corporal. E ainda é um antioxidante que auxilia nos processos inflamatórios celulares como ocorre na obesidade, além de: 

Possuir grande concentração de polifenóis e outros antioxidantes que ajudam a neutralizar a ação dos radicais livres que são responsáveis pelo envelhecimento celular; 

Ser anticancerígeno: pesquisas realizadas comprovaram a eficiência do chá branco em inibir mutações genéticas que podem originar câncer; ajudar na diminuição das taxas de LDL (o mau colesterol que bloqueia as artérias) evitando problemas cardíacos como arterosclerose e infarto; 

Auxiliar no sistema imunológico: substâncias presentes na Camellia sinensis têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele. O ideal é consumir pelo menos 3 xícaras do chá ao dia, quente ou frio e de preferência sem açúcar.Eu consumo em vez de cafezinho após as refeições e Livremente durante o dia. Não aconselho o uso após as 18 hrs, no meu caso não tira o sono, mas pode tirar.


É aconselhável beber o chá apenas até o fim da tarde, por volta das 18h, por causa da cafeína. Ingeri-lo mais à noite pode causar insônia. Além disso, o ideal é tomá-lo logo após o preparo, deixar em infusão por no máximo três minutos, pois o ar destrói parte dos componentes ativos. Infusão com água de torneira pode alterar sabor, aroma e propriedades do produto. Além disso, é recomendada a compra das folhas desidratadas, pois os componentes ativos, o sabor encorpado e adocicado do chá branco se mantém. Os saquinhos industrializados perdem as propriedades.

sábado, 18 de setembro de 2010

Genética, Hereditariedade, Será?

Como sabem tenho a minha forma de encarar essa coisas e hj vou passear, vou ao passado e mostrar para vcs como isso não existe, eu não acredito e entendam porque. Essa Foto é da Pampilhosa da Serra, como o nome mesmo diz ela fica na serra, a foto de baixo é de Dornelas do Zezere a cidade natal de meu pai, nessa região de montanhas e onde o meio de transporte era o "S Pé 2" ou o cavalo nasceram e se criaram meus avós e seus irmãos, de Dornelas à Pampilhosa se não me falha a memória são cerca de 15 km. De SERRA e normalmente feitos a pé. Falo aqui de pessoas que conheci, de gente saudável e que tinha uma alimentação altamente calórica e eram esbeltos, não havia naqueles corpos gorduras. Assim como no de meu Pai quando por ali andava até aos seus 35 anos mais ou menos, depois veio a Moto havia 2 naquela época em Portugal e uma era a dele. A Alimentação continuou a mesma e a queima calórica diminuiu assustadoramente com isso veio a gordura. Agora vêem os especialistas de araque dizendo que é Hereditário...não, não é. Os costumes mudaram os meios de transporte evoluiram e eles mantiveram os mesmos hábitos alimentares, meu Pai aos 48 anos pesava 105 Kgrs.

Aqui é Dornelas a terra onde meu Pai foi criado como vêem tem um rio e como tal altitude "0" o trafego entre aqui e lá era diário e o exercício contínuo. Nesse rio eu Aprendi a nadar aos 5 anos de idade já que meu Pai havia perdido um irmão que morrera afogado aí,por não saber nadar.
Como Vêem não há hereditariedade, o que há são maus hábitos alimentares ou hábitos não corrigidos de acordo com as mudanças de vida.
Outro exemplo de pessoas conhecidas, aqui é mais curiosidade: Conheci um casal que a esposa fazia um pernil assado como ninguém, e tinha uma peculiaridade, ela cortava a ponta do pernil sempre que o colocava na assadeira. Perguntei, porque vc faz isso? ao que ela respondeu, não sei, minha mãe fazia assim. Um dia calhou de estarmos eu o casal e a mãe da senhora, e ela cortou a ponta do pernil e eu perguntou para a mãe: Porque a senhora cortava a ponta do pernil? "não sei, minha mãe fazia assim", reparem aqui estava a filha e a mãe as duas faziam algo automático a culpa era da mãe, graças a Deus a avó da primeira era viva e resolvemos levar o assunto adiante, ligamos para a senhora e a filha pergunta à mãe: Mãe, porque a senhora cortava aponta da perna do pernil? Resposta: ele não cabia na minha assadeira então eu cortava.
Temos aqui três gerações das quais duas faziam algo que não tinham a menor idéia do porque. Assim é com a alimentação. 
TOME PORTANTO AS RÉDEAS DE SUA VIDA E DE SEUS CARDÁPIOS.... SUCESSO BOM FIM DE SEMANA.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Dica Comece Bem o Dia

Olá! Experimente. Ajuda.


http://www.sentirbem.com.br/index.php?modulo=aulas

Sentir Bem -
http://www.sentirbem.com.br

SAIBA COMO SE PREPARAR PARA O VERÃO,


Algumas dicas que podem ajudar você a compensar os excessos do inverno, e poder com mais rapidez aparecer numa praia exatamente como você quer. Sentindo-se "A PODEROSA". porque não importa o que eu ache, diz uma amiga minha que "mulher é bicho do diabo, ela encontra gordurinhas onde nem o mais experiente endócrino consegue".... Não vou discutir sentimento, muito menos o Feminino, e principalmente com mulheres rsrsrs!!! vou tentar colaborar. SUCESSO QUERIDAS....Há precisa LER E PRATICAR, senão, não funciona... rsrs... Aí vão as Dicas:
1. Comece as refeições pela salada 
Quando
: no almoço ou jantar Por que fazer: consumir alimentos com maior volume, ricos em água, fibras e com baixas calorias aumenta a saciedade e diminui a quantidade de alimentos ingeridos posteriormente. Por isso, aposte em um prato farto de verduras e legumes cozidos no início das refeições principais. E não se esqueça, durante as refeições não beba, pelo menos não deve.
2. Coma primeiro frutas Quando: no café da manhã Por que fazer: pular o café da manhã nem pensar. Comece o dia consumindo frutas, elas são ricas em fibras, água, vitaminas e minerais. Assim, você prepara o seu corpo para enfrentar as primeiras rotinas do dia com disposição, aumentando a sua concentração e rendimento no trabalho e estudo. Como vc vai trabalhar, estudar ou fazer qualquer atividade inclua aqui algum carboidrato. Isso vai ajudar a ter menos "sede de comer" na hora do almoço.
3. Beba muita água 
Quando
: durante o dia Por que fazer: a ingestão de água é necessária para que sejam eliminadas as substâncias tóxicas do organismo através da urina, para manter o volume sanguíneo, para evitar uma alta concentração de sais no corpo, além de repor o líquido perdido através do suor e urina. Devemos consumir água à razão de um litro para cada 25Kgrs de peso corpóreo, e é bom não esquecer que é simples saber se estamos bebendo água suficiente ou precisamos aumentar a quantidade, já que este nr. varia pouco, mas varia de pessoa para pessoa. O teste:A Urina Humana NÃO TEM COR, e pasmem também não tem cheiro.
4. Faça pequenos lanches Quando: entre as refeições principais Por que fazer: para manter o corpo em forma e o metabolismo acelerado, nada de ficar sem comer por longas horas. Tenha sempre por perto alimentos saudáveis e que valem por um pequeno lanche no meio da manhã e da tarde. Iogurtes com baixo teor de gordura, biscoito integral, barrinha de cereais e fruta são boas opções para aplacar a fome e ainda por cima manter a boa forma. Como se alimentar: Cardápio Pessoalmente não usaria um cardápio desses sem suplementação se quisesse reduzir peso.
5. Reduza apenas 100 calorias Quando: durante o dia Por que fazer: a redução de apenas 100 calorias por dia da sua necessidade calórica para manter o peso pode levar a uma redução de 5 quilos por ano. Isso pode parecer pouco, mas considerando que o ganho de peso é gradativo, a longo prazo essa diminuição terá grande impacto no peso e na saúde. Isso também mostra que não é necessária uma alimentação altamente restrita para atingir o peso desejado, levando a uma manutenção efetiva do peso atingido.Nunca esqueçam engordamos pelo que não comemos, no caso da dieta restritiva vc diminui as calorias, logo diminui os nutrientes e é pela falta destes que engordamos.
6. Consuma carboidratos Quando: antes dos exercícios Por que fazer: quem faz exercícios em jejum comete um erro grave, gastando um tecido nobre do corpo, os músculos. Se não há açúcar disponível, o organismo irá utilizar proteína muscular para obter energia. Para evitar esse dano, ingira 30 a 60 minutos antes da atividade um alimento rico em carboidratos como pão, biscoitos e frutas.
7. Consuma carboidratos e proteínas Quando: depois da atividade física Por que fazer: logo após a prática de exercício é importante repor a glicose e oferecer proteínas ao organismo para a construção de músculos. Arroz, batata, pão, macarrão, legumes, frutas são exemplos de alimentos ricos em carboidratos. Já, as proteínas estão presentes nas carnes, leguminosas (feijão, grão de bico, soja), leite e derivados dele. O ideal é que esperemos exatamente 20 minutos após parar o exercício e no final deste tempo usar um boa proteína de origem vegetal e animal na proporção aproximada 70 30% respectivamente sendo que a soja é uma ótima opção se tratando de proteína REALMENTE ISOLADA DE SOJA. Já que a não isolada contém fitato, nutriente altamente nicovo ao ser Humano.
SUCESSO - MÃOS-À-OBRA e UM ÓTIMO VERÃO PARA TODAS (OS)!!!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

APRENDI E REPITO ESSES GAJOS SÃO MUITO PERIGOSOS

Vou chegar bem atrasado amanhã. Logo cedo, terei de fazer mais uma endoscopia”, disse nosso colega Roberto. “Mais uma endoscopia?! Você fez uma há poucas semanas. Seu médico mandou repetir o exame?”, comentei, surpreso e um tanto preocupado. “Fiz duas nos últimos meses e os resultados foram todos negativos. Não acharam nada. Meu novo médico quer fazer novamente. Acha que a causa da minha tosse seca pode ser mesmo refluxo gástrico, já que não acharam nada nos pulmões nem na garganta”, respondeu nosso amigo, com um curioso brilho misto de contentamento e aflição no olhar. O mesmo brilho que ele ostenta toda vez que comunica ter encontrado um novo médico ou que terá de fazer uma nova bateria de exames.
Entendi que ele precisava mesmo era de uma boa alfinetada – amigo, afinal, é para isso –, e achei que chegara a hora: “Roberto, já ouviu dizer que quem procura acaba achando? Você tanto procura doenças que vai acabar criando uma, e das sérias. Há mais de um ano seus médicos buscam causas físicas para essa tosse, fizeram dezenas de exames clínicos de todos os tipos e não encontraram nada. No corpo você é sadio como um peixe. Não acha que está na hora de procurar um neurologista ou um psiquiatra para ver se a causa desses males todos não está na sua cabeça, ou nos seus nervos?”
Ele quase me comeu vivo. Como todo bom neurótico hipocondríaco, Roberto não suporta que seus males itinerantes – porque “caminham” através de seu corpo como se fossem bichos e cada dia estão num lugar diferente – sejam atribuídos a causas psicológicas ou nervosas. Para ele, têm de ser físicos, e, se não são encontrados no corpo físico, isso só pode ser culpa dos médicos, uns burros incompetentes. No entanto, todos os amigos, colegas, parentes e correligionários sabem há muito tempo que Roberto tem algum problema de ordem psíquica. Ele apresenta grande quantidade de sintomas evidentes. Mas, como não somos médicos, não sabemos bem do que se trata. Será transtorno de humor? Será o transtorno bipolar, a popular psicose maníaco-depressiva, hoje tão em moda? Será a velha histeria, carro-chefe do elenco freudiano das psicoses?
Seja lá o que for, esse problema há muitos anos tem levado nosso pobre Roberto a uma existência de confusão e sofrimento cada vez maior. A lista de médicos que ele já consultou tem centenas de nomes. A pilha de resultados de exames clínicos acumulados deve ter metros de altura. E o saco dos parentes e amigos que o amam – porque ele é uma pessoa boníssima e que merece ser amada – está mais inchado que a Jabulani da Copa do Mundo de futebol. Pois ninguém mais aguenta ouvir o rosário de lamentações de doenças que ele costuma desfiar sem nenhum aviso prévio. 

Todos sabemos disso, todos achamos que a tosse seca nada mais é do que a enésima forma de tique nervoso que Roberto manifesta. No seu histórico de movimentos corporais incontroláveis, vários outros já se evidenciaram no passado, um de cada vez, num elenco de gesticulações anômalas que vai desde o tremor incontrolável das suas pernas até a mania de cuspir continuamente, como se quisesse expulsar algo instalado em sua boca. Passando, lembro-me bem, pela fase em que continuamente tentava morder a ponta do próprio nariz, rito que já começava a deformar seu rosto quando, felizmente, e de repente, parou.
Todos sabemos disso, nós que o conhecemos bem. Todos, menos os médicos, que continuam encaminhando o pobre para laboratórios de exames. E a pergunta que não quer calar é: por que, até hoje, nem um único médico consultado sequer sugeriu que o caso de Roberto requer uma abordagem psiquiátrica ou neurológica? Todos, sem exceção – e após uma consulta que não dura mais de dez minutos –, o mandam repetir o mesmo calvário de check-ups e exames laboratoriais sem fim. Tortura a que ele mais uma vez se submete, na esperança sempre renovada de que, “desta vez, vão descobrir o que eu tenho”.
E, diante do quadro, qual é a política dos planos de saúde? A de burrice passiva total. Preferem perder milhões na prática dessa medicina feita de um frenesi de exames, em vez de discutir seriamente a questão crucial: não será essa medicina das consultas a jato, com pouca ou nenhuma interação real entre paciente e terapeuta, um tremendo – e oneroso – equívoco?
Há alguns anos, vítima de um problema no joelho direito, procurei dois ortopedistas do meu plano de saúde. Ambos, após consultas que não duraram mais de dez minutos cada uma, e de ressonâncias, tomografias e radiologias do joelho (que levaram semanas para ser realizadas), recomendaram cirurgia. Felizmente, antes de entrar na faca, decidi seguir o conselho de uma amiga e fui consultar um dos mais antigos e experientes ortopedistas de São Paulo, o doutor Guglielmo Francesco Mistrorigo.
Cheguei ao consultório dele mancando e carregando a pilha de exames já feitos. Pois bem, ele nem sequer abriu os envelopes. Depois de uma boa conversa que durou uma meia hora, pediu que eu caminhasse até o fundo da sala e depois voltasse, olhando para ele. Apenas me sentei novamente e ele disse: “Você rachou o menisco direito ao meio. Uma parte se deslocou para a direita do joelho, a outra para a esquerda. Criou-se uma pequena fissura entre as duas. Houve derramamento de líquido – por isso o joelho está inchado – e você está sentindo muita dor na parte interna da coxa e na barriga da perna.”
Surpreso, comentei: “É exatamente isso, doutor Mistrorigo. Mas como o senhor fez para saber? Nem sequer abriu os envelopes dos exames que eu lhe trouxe!”
E ele: “Ora, meu filho. Minha formatura foi em 1957, tenho 50 anos de profissão. Essas tecnologias, ressonância magnética, tomografia, não têm mais de 20 anos. Como você acha que nós diagnosticávamos antes disso? Basta ver como você caminha e já sei tudo que está acontecendo.”
“E quanto à cirurgia que seus colegas recomendaram? O senhor confirma?”
“Meus colegas, que você visitou, certamente não devem ter muito mais de 30 anos de idade. Vivem com o bisturi na mão. Fazem parte de uma geração que adora cirurgia. Mas veja bem, Luis: operar um menisco quando se tem 20 anos pode resolver o problema. O Ronaldo operou e continua jogando futebol até hoje. Mas, com mais de 50, isso é uma temeridade. Todas, ou pelo menos quase todas, as pessoas da terceira idade apresentam rupturas na estrutura dos meniscos. É normal. Os pedaços dos meniscos aos poucos se ajeitam lá dentro e o idoso volta a caminhar normalmente, ou quase, embora tenha de desistir do futebol... Mais tarde, lá pelos 70, 80, o jeito é fazer amizade com a bengala canadense.”
Santo doutor Mistrorigo. Evitou-me uma cirurgia inútil e arriscada, e hoje caminho normalmente. Enquanto espero os anos em que, segundo a profecia dele, terei de casar com a bengala canadense.


Mas esse médico venerando pertence a uma outra geração. Foi formado nos tempos em que os médicos aprendiam e podiam desenvolver uma relação humana verdadeira com seus pacientes. Na sua alma, doutor Mistrorigo é, como se costumava dizer, um “médico de família”. Daqueles que sabem tudo a respeito do paciente, e não apenas do ponto de vista clínico. Um médico de verdade. Diante dele, não tive a triste sensação de estar falando com um robô ou um computador de carne e osso, vestido de branco, especializado em diagnosticar e receitar exclusivamente a partir dos resultados de exames laboratoriais.
Um verdadeiro médico de família. Onde e como encontrar esse tesouro? Como acertar na escolha, quais são suas características?
Andei me informando a respeito, e o primeiro a quem fiz as perguntas foi o próprio doutor Mistrorigo. “Para achar um médico assim, melhor ir procurar fora de São Paulo. Vá para Itu, Tietê, Jundiaí, qualquer cidade do interior”, aconselhou meu octogenário ortopedista.
Doutor Mistrorigo talvez tenha sido um tanto radical. Talvez até mesmo em megalópoles como São Paulo ainda existam médicos de família. Se você for novo no pedaço, procure se informar com amigos e conhecidos, ou com os comerciantes do bairro, e confronte as informações deles com as do farmacêutico e as dos enfermeiros das clínicas e hospitais. Os mais sortudos são aqueles que ainda podem contar com os velhos médicos de sua própria família: eles costumam ser verdadeiros bancos de dados ambulantes.
Como saber se seu médico é um bom profissional? Com a proliferação de fontes de informação como as revistas e a internet, hoje todos pensam que sabem como se curar e se sentem verdadeiros médicos, saltando por cima dos cansativos anos de estudos e de prática clínica. Mas essas fontes podem ser perigosas, podem recomendar remédios inúteis e até mesmo danosos. O bom médico deve saber dizer não a fármacos não necessários: ele viu demasiados rins bloqueados pelo mau uso de medicamentos, inúmeras moléstias induzidas pelo excesso de terapias químicas, e tenderá a dizer “não tome nada, espere que isso vai passar sozinho”. E terá razão, assim fazendo: a maioria das doenças desaparece no mesmo tempo, mesmo que não se faça nada.
O bom médico prescreve poucos exames e não solicita nenhum exame se não existir a suspeita de um diagnóstico a ser esclarecido. Quem tem o hábito de prescrever muitos exames demonstra caminhar no escuro (à exceção das poucas doenças raríssimas).
Se o paciente insiste em fazer mais uma vez os controles da glicemia ou do colesterol, o bom médico o olhará bem nos olhos e perguntará, entre sério e sorridente, se ele mudou seu estilo de vida, se caminha pelo menos meia hora todos os dias, se come menos doces e carboidratos, se diminuiu o consumo de embutidos e de carnes vermelhas. Pois os exames não têm nenhuma capacidade terapêutica, e não é repetindo a análise que se encontrará a solução do problema. Além disso, todo médico sabe que uma pequena porcentagem dos exames dá resultados errados e teme as consequências dessa margem de erro, mesmo quando ela é pequena.
O bom médico precisa conhecer os seus pacientes. Um médico que cuida de uma família durante várias gerações conhece os pontos fracos dos seus membros melhor que qualquer teste genético. E percebe claramente inclusive aquelas coisas que os pacientes não gostam de confessar: os quilos a mais, as carnes um tanto flácidas, a cor pálida, os dentes estragados, o cheiro das roupas ou do hálito, as mãos calosas ou demasiado finas, a postura das costas e da cabeça. E sabe que, se não tomar alguma providência, em breve terá um caso mais grave para cuidar. Não teme passar por chato, com suas contínuas exortações para que o paciente pare de fumar, para que coma mais verdura, para que ande mais a pé, para que esteja mais ao ar livre, para que beba menos álcool. O médico que fica apenas “na dele” pode parecer cômodo, mas é certamente um mau médico.
O bom médico de família está em seu consultório nos horários estipulados, mas também admite ser localizado fora desse horário, fornecendo ao paciente um número de telefone para uma eventual necessidade urgente. Mas é capaz de passar um pito no paciente quando este o chama sem necessidade.
Sobretudo, o bom médico de família não vê o paciente simplesmente como alguém que carrega um cartão de plano de saúde. Ele o vê como um amigo, um filho ou irmão, alguém que depende dele como uma criança precisa dos pais.
O que é um médico de família
Em 2002, a figura do “médico de família” foi claramente definida e ganhou nova nomenclatura por intermédio de uma resolução conjunta do Conselho Federal de Medicina, da Associação Médica Brasileira e da Comissão Nacional de Residência Médica em proposta da Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) – apesar da resistência corporativista de algumas áreas.
O médico de família e comunidade é, por excelência, um médico de “atenção primária à saúde”, ou seja, deve ter um vínculo com seus pacientes antes mesmo de eles adoecerem, e quando esses sentirem algo, deve ser o primeiro médico a ser consultado. Dessa forma, nessa especialidade os médicos estão em uma posição privilegiada para fazer promoção de saúde, prevenção de doenças, diagnóstico precoce, e mesmo o tratamento de doenças que façam parte de sua capacidade clínica – na SBMFC não existe dicotomia entre prevenção e cura.
A visita domiciliar é parte importante da semiologia para os médicos de família e comunidade, mas as consultas são realizadas prioritariamente no consultório médico, a não ser em contextos específicos como o dos pacientes acamados. Outro recurso importante é o conhecimento da comunidade em que o paciente mora, o que engloba desde infraestrutura até valores culturais; esse aspecto é mais importante na Estratégia Saúde da Família (conhecido até 2005 como Programa de Saúde da Família ou PSF).