terça-feira, 29 de abril de 2008

TRANSTORNO DO COMER COMPULSIVO

" É Bom lembrarmos que em nada eu consigo substituir a nossa Queria amiga Carol de:http://operacaometamorfose.blogspot.com/, porém como tecnicamente essa nossa Amiga está uns dia fora do ar, pois não tem net em casa, deixa que eu tente, inserir algumas publicações que acredito seja do interessa da maioria, e assim deixe sempre alguma informação interessante."

O ARTIGO EM SI:

Sinônimos:

Comer compulsivo, ataques de comilança

O que é?

O transtorno do comer compulsivo vem sendo reconhecido, nos últimos anos, como uma síndrome caracterizada por episódios de ingestão exagerada e compulsiva de alimentos, porém, diferentemente da bulimia nervosa, essas pessoas não tentam evitar ganho de peso com os métodos compensatórios. Os episódios vêm acompanhados de uma sensação de falta de controle sobre o ato de comer, sentimentos de culpa e de vergonha.

Muitas pessoas com essa síndrome são obesas, apresentando uma história de variação de peso, pois a comida é usada para lidar com problemas psicológicos. O transtorno do comer compulsivo é encontrado em cerca de 2% da população em geral, mais freqüentemente acometendo mulheres entre 20 e 30 anos de idade. Pesquisas demonstram que 30% das pessoas que procuram tratamento para obesidade ou para perda de peso são portadoras de transtorno do comer compulsivo.

O que se sente?

Episódios de ingestão exagerada de alimentos.
Comer mesmo sem ter fome.
Dietas freqüentes.
Flutuação do peso.
Humor deprimido.
Comer em segredo por sentimento de vergonha e culpa.
Obesidade.

Complicações médicas

Pressão alta.
Aumento do colesterol.
Diabete.
Complicações cardíacas.

Causas

As causas desse transtorno são desconhecidas. Em torno de 50% das pessoas têm uma história de depressão. Se a depressão é causa ou efeito do transtorno, ainda não está bem claro. Muitas pessoas relatam que a raiva, a tristeza, o tédio, a ansiedade e outros sentimentos negativos podem desencadear os episódios de comilança. Embora não esteja claro o papel das dietas nesses quadros, sabe-se que, em muitos casos, os regimes excessivamente restritivos podem piorar o transtorno.

Como se trata?

O transtorno do comer compulsivo desenvolve-se a partir da interação de diversos fatores predisponentes biológicos, familiares, socioculturais e individuais. O seu tratamento exige uma abordagem multidisciplinar que inclui um psiquiatra, um endocrinologista, uma nutricionista e um psicólogo. O objetivo do tratamento é o controle dos episódios de comer compulsivo através de técnicas cognitivo-comportamentais e de um acompanhamento nutricional para restabelecer um hábito alimentar mais saudável. A psicoterapia dinâmica ou a interpessoal podem ajudar o paciente a lidar com questões emocionais subjacentes. O acompanhamento clínico faz-se necessário pelos riscos clínicos da obesidade. As medicações antidepressivas têm se mostrado eficazes para diminuir os episódios de compulsão alimentar e os sintomas depressivos.

Publicidade/Advertisement

Autores: Dra. Ana Luiza Galvão
***************** ************************** *******************

Aviso Legal:

Declinamos toda e qualquer responsabilidade legal advinda da utilização das informações, as quais têm por objetivo a informação, divulgação e educação acerca de temas médicos, e cujos artigos expressam tão somente o ponto de vista dos seus respectivos autores. Tais informações não deverão, de forma alguma, ser utilizadas como substituto para o diagnóstico médico ou tratamento de qualquer doença sem antes consultar um médico. ( O Estar relativamente bem informado ajuda-nos a determinar o que devemos fazer, não a usar de Auto-medicação)

6 comentários:

elisa disse...

Adorei o artigo, compulsão alimentar é uma coisa tão devastadora em minha vida, temos que ser forte todos os dias. Sou uma pessoa muito ansiosa, por isso tenho que me controlar em dobro, mas vale a pena o esforço, boa quarta feira Ruy, tudo de bom!

elisa disse...

Adorei o artigo, compulsão alimentar é uma coisa tão devastadora em minha vida, temos que ser forte todos os dias. Sou uma pessoa muito ansiosa, por isso tenho que me controlar em dobro, mas vale a pena o esforço, boa quarta feira Ruy, tudo de bom!

elisa disse...

Adorei o artigo, compulsão alimentar é uma coisa tão devastadora em minha vida, temos que ser forte todos os dias. Sou uma pessoa muito ansiosa, por isso tenho que me controlar em dobro, mas vale a pena o esforço, boa quarta feira Ruy, tudo de bom!

Sônia disse...

OI RUI!! PASSEI PARA TE DESEJAR UM EXCELENTE FIM DE SEMANA E PARA TE AGRADECER SUAS PALAVRAS DE INCENTIVO E CARINHO!!!MUITO OBRIGADA!

cris disse...

Oi amigo, infelizmente eu conheço a compulsão alimentar na prática. Fico muito feliz quando vejo o assunto sendo abordado dessa maneira, pra esclarecer, tem muita gente que nem sabe que não emagrece por esse motivo.

Querido, não consegui acessar seu blog no wordpress, você chegou a criar o blog? Senão, a gente pode combinar uma hora no msn pra você escolher o template, se tiver imagem que queira no título já deixa separada e fazemos o básico rapidinho, depois a gente coloca os anexos com calma. O que acha?

Beijão, bom final de semana, mais uma vez obrigada pelo texto viu.

Anônimo disse...

Excelente o post. "Comer em segredo por sentimento de vergonha e culpa" foi a frase que eu mais me identifiquei, não hoje em dia, mas fiz muito isso na vida.

Ana Maria
ideiasproprias.blogger.com.br