sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

DIETA SAUDÁVEL

Alimentação Saudável e a Pirâmide alimentar

A pirâmide alimentar é um recurso educativo que mostra as diretrizes básicas de para uma alimentação saudável e tem como princípios a variedade, moderação e proporcionalidade. O objetivo dessas diretrizes é reduzir o risco de obesidade, doenças cardiovasculares, câncer, hipertensão arterial, etc. além de ajudar a promover uma saúde melhor, prevenindo também as deficiências nutricionais.

A Pirâmide Alimentar

Há seis divisões na pirâmide alimentar. Os grupos da base da pirâmide devem ser consumidos em maior quantidade, enquanto os grupos na direção do topo são recomendados em quantidades progressivamente menores. É importante lembrar que nenhum alimento sozinho contém todos os nutrientes necessários para uma boa saúde, mas alguns possuem mais nutrientes por caloria do que outros.

Pães, cereais, arroz, massas e tubérculos formam a base da pirâmide. Estes alimentos são fontes importantes de carboidratos (principal fonte de energia para o organismo), vitaminas do complexo B e, se forem escolhidos cereais integrais, oligoelementos e fibras.
Hortaliças e legumes fornecem vitaminas, minerais, fibras e fitoquímicos; neste grupo estão as fontes importantes de vitamina C e A.
Frutas fornecem carboidratos, fibras, sais minerais e fitoquímicos, também são fontes importantes de vitamina C e A.
Leite, iogurte, queijo são fontes ricas de cálcio e proteínas.
Carnes, aves, peixes, leguminosas (feijão, soja, etc.), ovos e nozes são as principais fontes de proteínas, ferro, vitaminas do complexo B e zinco.
Gorduras, óleos e doces estão no topo da pirâmide. Estes itens fornecem variedade, sabor e calorias adicionais, mas não são consideradas fontes importantes de nutrientes e devem ser consumidos esporadicamente.

Guia alimentar para a população brasileira:

- Coma diversos tipos de alimentos em, pelo menos, três refeições diárias: café da manhã, almoço e jantar.
- Use alimentos locais, tais como arroz, feijão, farinha, pão e leite, como a base de suas refeições.
- Coma sempre frutas e verduras da época.
- Use carnes, sal e açúcar em quantidades moderadas.
- Utilize óleo vegetal no preparo da comida e diminua o consumo de gorduras animais.
- Tome, diariamente, bastante água.( indicado 1 ltr. Para cada 25 kgrs peso)
- Prepare a alimentação com higiene.
- Mantenha um peso saudável controlando a ingestão de alimentos e fazendo exercícios físicos regularmente.
- Faça das refeições um momento agradável.
- Coma melhor e gaste menos.

Referências Bibliográficas:
1- www.nutricaoempauta.com.br
2- WAY III, C.W.van. Segredos em Nutrição. Ed. Artmed, Porto Alegre, 2000.
3- www.health.harvard.edu

Elaborado por Nice Gabriela Alves, nutricionista da Clínica Médica do Hospital Universitário de Brasília, graduada em Nutrição pela Universidade de Brasília

Fonte:www.hub.unb.br/assistência/informações/dieta.htm

Um comentário:

Lua disse...

Olá Rui... olha eu aqui de novo.
Onde vc viu q eu disse não aos carboidratos???
Fiquei até preocupada...rs.. só se foi algum momento de surto.. eu nunca retirei os carboidratos, apenas os troquei... e a única coisa que fiz foi deixar de comer arroz branco e derivados de farinha branca.
Algumas vezes, eu e algumas amigas blogueiras já fizemos uns dias mais puxados e ficamos sem ingerir arroz pra poder emagrecer mais rápido pra caber em uma roupa, ou coisa do tipo..
Eu estou bem atenta a essas coisas...
Se por acaso em algum post vc viu isso, deve ter sido um momento de surto..rs..
Mas muito obrigada por toda ajuda que tem me dado.
É muito bom poder contar com pessoas como vc!

Um abraço!!!